"Toda história tem três lados: o meu, o seu e os fatos." ( Foster Russel)

sábado, 28 de maio de 2011

Beto Richa fechou o Centro de Capacitação de Faxinal do Céu


Que o Centro de Capacitação de Faxinal do Céu já vinha capengando há muito tempo, já não era novidade para ninguém, quem andou por lá nos ultimos anos presenciou o estado de abandono do local. No entanto, de acordo com o Chefe do Núcleo Regional de Educação de Guarapuava (NRE), Valdir Kukelcik, não havia a determinação de fechamento.

Mas uma reportagem da RPC TV mostrou nesta sexta-feira, dia 27, caminhões carregando móveis e equipamentos que serão destinados a outras secretarias do Estado, marcando dessa forma o fim do Centro de Capacitação de Professores do Paraná.


Desde que surgiu, Faxinal do Céu tornou-se o centro de inúmeras discussões filosóficas sobre o real objetivo ou “função” daquele espaço. Por um lado, os mais radicais o viam como um centro de “lavagem cerebral”, pró-neoliberalismo e, alguns diziam ainda que a estrutura lá montada pelo governo, não correspondia com a realidade das escolas, nem com o padrão de vida dos professores. Por outro lado, há de se reconhecer que o cenário era magnífico, estadias de qualidade, música e opções culturais de bom nível e agradáveis. Além disso, para os que realmente se deslocavam para lá com o firme propósito de adquirir conhecimento, lá era possível participar de grandes sérias oficinas pedagógicas para qualificar professores, pais e servidores da educação.


Não sou defensor da estrutura faraônica do inicio de Faxinal do Céu, mas reconheço a importância de muitas oficinas e cursos que possibilitaram a qualificação dos profissionais em educação e, até estimularam os professores a refletirem sobre a sua própria condição de trabalho enquanto categoria.


Realmente lamentável, era o grande percentual de “profissionais" em educação, inclusive dos núcleos, que se deslocavam para lá com dois propósitos: repousar durante o dia, refugiando-se nos belos jardins, que rendiam longos passeios e até alguns romances inesperados, pois o cenário era envolvente e perfeito para isso. Por outro lado, ao anoitecer a finalidade da maioria era cair na gandaia, nas extasiantes noitadas do bar Barba Azul.

Quem nunca foi que atire a primeira pedra.


Egito abre fronteira com a Faixa de Gaza


O ministro das Relações Exteriores do Egito, Nabil al Arabi, anunciou em abril que a fronteira do Egito com a Faixa de Gaza seria aberta de forma permanente para aliviar o bloqueio imposto por Israel a Gaza. Na quarta-feira, a agência oficial egípcia MENA confirmou a operação.

Neste sábado(28), o Egito reabriu de forma permanente sua fonteira com a Faixa de Gaza, com o objetivo de aliviar o bloqueio imposto por Israel ao território controlado pelos islamitas do Hamas. Um funcionário egípcio que trabalha do outro lado da fronteira explicou que as autoridades trabalham "para ajudar nossos irmãos palestinos", disse o funcionário.

A reabertura do posto fronteiriço de Rafah foi saudada pelos palestinos e criticada pelo Estado judeu, mesmo quando Benjamin Netanyahu, o premiê israelense vem a público – demagogicamente - falar que luta pela paz na região, mas, no entanto impõe uma série de condições para que isso aconteça.

Presente na reabertura de Rafah, Ghazi Hamad, autoridade palestina que participou das negociações com o Egito, disse que "a decisão egípcia é fruto de uma mudança no país e da reconciliação palestina, que traz grande alegria aos palestinos após anos de duros bloqueios", informou um correspondente da AFP.

Segundo Hamad, "não há porque se preocupar com o tráfico nem atos ilegais através da fronteira, que são apenas pretextos de Israel para semear o pânico".

Outro ponto importante para a Paz no mundo Árabe, foi o fato da Liga Árabe ter anunciado neste sábado que apoia a iniciativa palestina de buscar o reconhecimento de seu Estado pela ONU em setembro.

“Quem sabe faz à hora, não espera acontecer”

A legalização da Maconha, na ótica do Brasil e da experiente Holanda


Mais uma vez, o Tribunal de Justiça de São Paulo (TJ-SP), a exemplo da Marcha da Maconha, proibiu também a Marcha da Liberdade, programada para ocorrer na região central da capital. O desembargador Paulo Rossi, justificou a proibição afirmando que o novo movimento é a reedição do anterior sob outro nome. Dessa forma, os argumentos que embasam a nova decisão do TJ-SP são os mesmos, pois segundo a justificativa anterior: a passeata faria apologia ao crime e incitaria o uso de drogas.

Na semana passada, diante da proibição da Marcha da Maconha, os manifestantes resolveram marchar pela “liberdade de expressão” e foram violentamente reprimidos pela Polícia Militar (PM), com uso de bombas de efeito moral, gás pimenta e outras armas não letais. Agora, o advogado Raul Ferreira, que representou os organizadores do movimento, disse estar preocupado com os efeitos da nova proibição. "Com uma decisão dessas, corre-se o risco de se produzir mais violência".

Enquanto isso, segundo a Reuters, na Holanda que é conhecida por ter uma das mais liberais políticas sobre drogas na Europa e fez das suas lojas de maconha uma atração turística muito popular, particularmente em Amsterdã, o governo, com apoio do partido de extrema-direita e anti-imigração do político Geert Wilders, anunciou planos para reduzir o turismo das drogas como parte de um programa nacional para promover saúde e combater o crime.

Sobre as novas regras, o governo holandês disse em carta ao Parlamento do país os ministros da Justiça e da Saúde na sexta-feira, que vai começar a proibir turistas de comprar maconha em "lojas de café" e que vai impor restrições aos clientes holandeses até o fim deste ano. Isso, segundo ele: "Para combater os problemas e a criminalidade associados com as lojas de café e o tráfico de drogas, a política de 'portas abertas' destas lojas vai terminar".

Mesmo assim, os holandeses terão acesso as lojas de maconha, mas terão que se cadastrar e tornarem-se membros de uma delas e, cada loja deverá ter no máximo 1.500 membros. A medida vai começar a vigorar até o fim do ano nas províncias sulistas de Limburg, Noord Brabant e Zeeland e no resto do país no ano que vem, disse um porta-voz do Ministério da Justiça.


Penso que cada um deve ser responsável por suas escolhas e pelos seus atos, não vejo a necessidade da legalização da maconha, já que qualquer um tem acesso ao produto em qualquer lugar, nas ruas, nas escolas, clubes sociais, atingindo as camadas de pobres e ricos. Geralmente, os ricos são mantidos pelos pais e, aos mais pobres, para sustentar o vício acabam se lançando ao universo da criminalidade.

Eu desconheço os benefícios obtidos pelos usuários da maconha e, acho muito estranho o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso, defender a descriminalização da posse de maconha para uso pessoal na abertura da 3ª Reunião da Comissão Latino-Americana sobre Drogas e Democracia. A proposta está na declaração da comissão, que será levada à Organização das Nações Unida. “Nosso objetivo é abrir o debate para acabar com o tabu. Essa história de guerra contra as drogas não resolve”, disse FHC.


A questão não está restrita ao direito de alguém fazer uso da maconha, mas sim nas conseqüências sociais que isso acarreta para alguns grupos da sociedade. Enquanto no Brasil aumenta o número de participantes e engajados nas manifestações pela liberação da maconha, na experiente Holanda, as autoridades estão revendo a “liberdade” para o uso de drogas como forma de ajudar a combater a criminalidade.

Imagens: reprodução

quarta-feira, 25 de maio de 2011

O "milagre" das formigas bordadeiras do Espírito santo.


Segundo a matéria jornalistica apresentada nesta quarta-feira, estaria ocorrendo um "fenômeno religioso" no Estado do Espírito Santo, região de Serra, seria algo semelhante aos milagres das aparições de imagens de Nossa Senhora por aí a fora. Só que, nesse caso específico, “formigas” sensíveis à arte tornaram-se as responsáveis por ilustrações de textos bíblicos.

Nas folhas supostamente “entalhadas” pelas formigas apareceram imagens bíblicas na superfície de folhas e também trechos de citações bíblicas; numa das frases, aparece a palavra "pas" (não seria "paz"?). Nesse caso, a formiga milagrosa, provavelmente tenha faltado nas aulas de língua portuguesa.

Pelo que a imprensa mostrou, as folhas nunca são colhidas diretamente nas arvores e sim, as "folhas bordadas" são recolhidas no jardim, e que se encontram protegidas por um grande anteparo de vidro. E, a casa onde se dá esse fenômeno é, hoje, a sede da Associação de Nossa Senhora das Lágrimas, responsável pela manutenção e proteção do “milagre”.

A Revista Sexto Sentido publicou, que essa mesma associação apresentou, no segundo semestre de 2005, um laudo que teria sido emitido pela Fiocruz (Fundação Instituto Oswaldo Cruz), um dos mais conceituados institutos de pesquisas científicas da América Latina. Esse laudo atestaria a veracidade do suposto milagre.

Segundo a revista, na época o padre Valdir Vitorino, da Igreja de Nossa Senhora da Conceição, disse a emissoras de TV que, para produzir o laudo, foram coletadas 12 folhas bordadas e quatro formigas. Num dos orifícios da folha teria sido encontrado um ovo de formiga, o que teria ajudado a sustentar as informações do laudo.

No entanto, em 19 de setembro de 2005, a Coordenadoria de Comunicação Social da Fiocruz, em carta destinada ao apresentador Gilberto Barros, do programa Boa Noite Brasil, da TV Band, negou categoricamente que tenha produzido o laudo e, portanto, o documento era falso. A partir daí, começou o questionamento do suposto milagre.

Devido à divulgação do caso das formigas na cidade de Serra, e obviamente devido ao assédio do público, a família que morava na casa em questão se mudou, e o local se transformou na sede da Associação N. Sra. das Lágrimas, assim como um local de peregrinação que causa comoção nas pessoas que ali chegam, muitas acreditando de fato que as folhas contêm mensagens ou manifestações de Deus. Segundo matéria jornalística, os visitantes podem transitar gratuitamente na associação, no entanto não ficou claro se lembrancinhas, velas, folhas desidratas etc. não são vendidas no local.

Segundo um especialista em “fenômenos”, os efeitos nas folhas podem ser produzidos pela mão do homem. Também é possível induzir as formigas a terem esse comportamento, por meio de situações previamente manipuladas em laboratório.

Como se trata de um fenômeno que ocorre há alguns anos e que já atraiu muitos visitantes ao local, então por que nunca surgiu uma filmagem flagrando as formigas fazendo o "milagre"?


Congrego com o pensamento de Karl Marx: “A religião é o ópio do povo”. O mais lamentável é quando isso se converte em fanatismo, as pessoas ficam cegas e tornam-se alvos fáceis diante das mãos dos mais espertos.

Veja matéria mais aprofundada no site: http://www.revistasextosentido.net/news/o-misterio-das-formigas-bordadeiras/

Enquanto se discute o novo Código Florestal, mais defensores da floresta são assassinados no Pará


Enquanto se discutia o novo Código Florestal, mais dois defensores das florestas são assassinados nesta terça-feira na comunidade de Maçaranduba, a 50 quilômetros do município de Nova Ipixuna, no sudeste do Pará. Trata-se do casal Maria do Espírito Santo da Silva e José Claudio Ribeiro da Silva, nativos da região e líderes integrantes do Conselho Nacional das Populações Extrativistas (CNS), organização não governamental (ONG) fundada por Chico Mendes.

O Projeto de Assentamento Agroextrativista (Paex) Praialta-Piranheira situado à margem do lago da hidrelétrica de Tucuruí, compreende uma área de 22 mil hectares, onde aproximadamente 500 famílias garantem a renda familiar com a extração de óleos vegetais, o açaí e o cupuaçu e outras frutas típicas da região.

Ambos eram militantes ativos dentro do mencionado projeto desde sua criação, em 1997, e segundo o diretor Regional Belém do CNS, Atanagildo Matos, o casal já havia sido ameaçado diversas vezes por terem feito inúmeras denúncias na Polícia Federal, no Ministério Público e em órgãos como o Ibama e o Incra sobre as irregularidades ambientais cometidas na região, como extração ilegal de madeira, contrariando interesses e motivando diversas inimizades.

Maria e José Cláudio morreram quando deixavam o Assentamento onde moravam, em uma moto, ao passarem por uma ponte foram vitimas de uma emboscada. No entanto, segundo a CNS, as ameaças contra a vida do casal de extrativistas começaram por volta de 2008. De acordo com familiares, desconhecidos rondavam a casa de Maria e José Cláudio, geralmente à noite, disparando tiros para o alto e contra animais da propriedade do casal.

O CNS já formalizou um pedido para que a Polícia Federal investigue o assassinato e, a presidente Dilma Rousseff determinou que o ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, mobilize a Polícia Federal para investigar a morte, que está sendo comparada à da missionária Dorothy Stang, assassinada há seis anos em Anapu (PA).


Como Chico Mendes, José Cláudio já sabia que estava marcado para morrer, desde que começou a denunciar o desmatamento e a extração ilegal de madeira na região. Como tantos outros, mais uma vez tombam aqueles e aquelas que insistem em defender a floresta, esperemos agora, que não fique na impunidade.

domingo, 22 de maio de 2011

Professora do RN vira “heroína” ao mostrar de quem é a culpa pelo caos em que o sistema educacional se encontra


Amanda Gurgel é professora da Rede Pública de Educação do Rio Grande do Norte, mas em sua fala para deputados e autoridades daquele Estado, ela defende corajosamente a classe de educadores e aborda questões que reflete a realidade da maioria dos professores do Brasil.

Amanda, além de questionar os índices numéricos que sempre responsabilizam os professores pelo caos instituído nas escolas, ela rebateu mostrando o seu contracheque de R$ 930 aos deputados e enumerou algumas das dificuldades encontradas pelos professores, além dos baixos salários: transporte precário, salas de aula superlotadas e até a proibição aos professores de comerem a merenda oferecida aos alunos.

A professora também criticou a secretária de Educação do RN, Betânia Ramalho. “A secretária disse que não podemos ser imediatistas, que precisamos pensar a longo prazo. Mas a minha necessidade de alimentação é imediata”, disse. “Pedimos respeito, pedimos que a senhora não vá à mídia pedindo flexibilidade, como se fôssemos responsáveis pelo caos”, afirmou, referindo-se à greve da categoria.

Com uma fala segura e firme, Amanda disse que não sentia vergonha de mostrar seu contracheque ao público presente na audiência. “Quem deveria estar constrangido são vocês”, disse, dirigindo-se aos deputados e à secretária Betânia.

O vídeo incorporado logo abaixo, que mostra a professora criticando a situação da educação no durante uma audiência pública na Câmara dos Deputados de seu estado fez com que a professora ganhasse admiradores por todo o país.

Que essa admiração faça com que todos os educadores mirem-se no exemplo e na coragem de Amanda Gurgel, rompendo o silencio da omissão e, que definitivamente lutem pelo restabelecimento da dignidade da categoria, tirando de si a responsabilidade pela falência em que o sistema se encontra.

Veja o depoimento da professora Amanda Gurgel:

sábado, 21 de maio de 2011

Benjamin Netanyahu dificulta o caminho à paz ao afirmar: Israel não voltará às fronteiras pré-1967


O primeiro-ministro de Israel, Benjamin Netanyahu, declarou hoje que Israel não vai abandonar as terras ocupadas após a Guerra dos Seis Dias em 1967 para ajudar a abrir caminho para um Estado palestino. Um dia antes, o presidente Barack Obama, que estava ao seu lado, havia pedido que Israel se dispusesse a tomar essa medida.

O líder israelense disse que faria algumas concessões, mas que Israel não voltará às fronteiras iniciais após décadas porque elas seriam "indefensáveis". Obama não mencionou as fronteiras de 1967 enquanto os dois conversaram com repórteres. Os líderes falaram com a imprensa após um longa reunião na Casa Branca.

O presidente disse ontem em seu discurso que os Estados Unidos apoiam a criação de um Estado palestino tendo como base as fronteiras existentes antes da Guerra dos Seis Dias, durante a qual forças israelenses ocuparam Jerusalém Oriental, a Cisjordânia e a Faixa de Gaza.

A declaração atraiu críticas de Israel e Netanyahu deixou claro, após a reunião com Obama, que tal ideia é inaceitável. "Não podemos voltar atrás para essas linhas indefensáveis", afirmou Netanyahu. Os dois líderes afirmaram que compartilham o desejo de paz e minimizaram das discordâncias. "Nós podemos ter diferenças aqui e ali", disse Netanyahu.

Mas não houve sinal de solução para as muitas barreiras existentes entre Israel e os palestinos, que são maiores agora do que em setembro, quando Obama uniu os dois lados para pedir um acordo de paz no prazo de um ano, uma data que agora parece inexequível.

Netanyahu disse que seu país não pode negociar com o novo governo de unidade palestino que inclui o movimento radical Hamas. O grupo islamita se recusa a reconhecer o direito de existência de Israel. Segundo ele, o presidente palestino Mahmoud Abbas tem de escolher entre continuar a negociar com o Hamas ou conseguir a paz com Israel.

Obama concordou que o Hamas "não é um parceiro para um processo de paz significativamente realista" e que os palestinos terão de resolver a questão entre eles. Ainda assim, tanto Obama quanto Netanyahu enfatizaram a necessidade de algum tipo de progresso, na medida em que manifestações por protestos varrem o mundo árabe. "A história não dará ao povo judeu outra chance", disse Netanyahu.

As informações são da Associated Press.
por Charles Dharapak/AP

O mundo vai acabar dia 21 de maio 2011, é o que "profetiza" um americano.

Harold Camping

Um grupo de fanáticos religiosos dos Estados Unidos, liderados por Harold Camping e com representantes no Brasil, lançaram um novo alerta apocalíptico sobre o juízo final, segundo eles o fim do mundo está marcado para 21 de maio de 2011.

O maluco responsável pela previsão bíblica foi apresentada pelo americano Harold Camping, responsável pela Family Radio, que tenta emplacar um apocalipse pela segunda vez em sua carreira de profeta. Já na década de 90, ele publicou um livro em que dizia haver “alta probabilidade” de Cristo voltar à Terra em 6 de setembro de 1994 para julgar os homens.

Como todo maluco tem lá seus seguidores, na ocasião um grupo se reuniu em uma cidade da Califórnia para esperar o evento, mas houve uma frustação geral, para aqueles que esperavam ansiosos para cruzar para o outro lado.

Nos EUA, um intenso esquema de propaganda sobre o fato vem sendo usado para convencer as pessoas, até banners em traseiras de ônibus com os enigmáticos dizeres “21/05/2011: Deus vai trazer o dia do julgamento”. Os seguidores do “profeta” americano fazem verdadeiro malabarismo com números e datas da Bíblia para garantir que há provas de que o mundo vai acabar.

A teoria matemática feita por Camping, afirma que o juízo final começaria 7 mil anos depois do grande dilúvio, que teria acontecido em 4990 a.C.

Criticado por cristãos americanos, o grupo já foi chamado de seita e Camping acusado de ser “falso profeta”.

Em síntese, quem sobreviver verá.

quarta-feira, 18 de maio de 2011

Amazônia perde 593km quadrados em março/abril, MT lidera desmate


O desmatamento na Amazônia subiu para 593 quilômetros quadrados em março e abril deste ano, na comparação com os mesmos meses do ano passado, e o Mato Grosso foi o Estado que mais contribuiu para a perda da floresta com 480,3 quilômetros quadrados de área desmatada, segundo dados divulgados nesta quarta-feira pelo Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe).

O alerta sobre o avanço do desmatamento ocorre no momento em que o projeto que altera o Código Florestal aguarda para ser votado na Câmara dos Deputados. A votação do texto já foi adiada três vezes por falta de consenso entre governo, o relator, Aldo Rebelo (PCdoB-SP), e parlamentares.

O desmatamento da Amazônia, floresta vital para as pretensões brasileiras de protagonismo na área ambiental e nas negociações internacionais sobre as mudanças do clima, registrou grande aceleração em abril na comparação com março, segundo os números do Inpe, indo de 115,6 quilômetros quadrados, para 477,4 quilômetros quadrados de um mês para o outro.

"Esses dados têm um efeito muito ruim para o Brasil no cenário internacional, por conta dos compromissos assumidos pelo país na COP-15", disse à Reuters o responsável pela Campanha de Florestas do Greenpeace, Márcio Astrini.

O ambientalista se referiu à conferência sobre mudanças climáticas na qual o Brasil apresentou um compromisso voluntário de reduzir emissões de gases causadores do efeito estufa, o que inclui reduzir o desmatamento.

Para ele, a possibilidade de aprovação do novo Código Florestal explica a alta no desmatamento. "O crescimento do desmatamento tem toda a relação (com a discussão do projeto que altera o Código Florestal). Por eliminação, é a única razão que explica o aumento do desmatamento", disse.

Para ele, o relatório de Rebelo anistia proprietários rurais irregulares e incentiva o desmatamento ao suspender embargos a quem desmatou ilegalmente.

A reforma do texto do código pode trazer mudanças nas Áreas de Preservação Permanente (APPs) e na Reserva Legal, partes das propriedades que têm de ser mantidas intactas, sem a destinação para atividades econômicas.

SALTO

Embora o Inpe desaconselhe comparações com os mesmos meses dos anos anteriores, por conta da diferença na cobertura de nuvens entre os períodos, para se ter uma ideia, entre março e abril do ano passado foi detectado um desmatamento de 103,5 quilômetros quadrados na Amazônia.

Ou seja, o número aferido pelo Inpe em março e abril deste ano, representa um salto de 472,9 por cento na comparação com o ano anterior.

Em Mato Grosso --principal produtor de soja e algodão do país e que abriga o maior rebanho bovino do Brasil-- o desmatamento detectado pelo sistema Deter, do Inpe, saltou de 76,4 quilômetros quadrados em março e abril do ano passado, para 477,4 quilômetros no mesmo período deste ano.

Na terça-feira, o Instituto do Homem e Meio Ambiente da Amazônia (Imazon) divulgou um alerta sobre a escalada do desmatamento em Mato Grosso em abril deste ano.

De acordo com a organização não-governamental, que usa um sistema de detecção de desmatamento diferente do usado pelo Inpe, o desmatamento no Estado somou 243 quilômetros quadrados, saltando 537 por cento na comparação com o mesmo mês de 2010.

Após a divulgação do alerta do Imazon, a senadora Kátia Abreu (DEM-TO), que também é a presidente da Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA), foi à tribuna do Senado e acusou o Imazon de divulgar dados inverídicos sobre o desmatamento na Amazônia.

A senadora, que está de saída do DEM rumo ao PSD, lançado pelo prefeito de São Paulo, Gilberto Kassab, afirmou que com a divulgação de dados não-verdadeiros, o Imazon causaria "terrorismo à população brasileira", segundo a Agência Senado.

Fonte: Agência Reuters
Por Eduardo Simões e Maria Carolina Marcello

Para a maioria dos franceses o diretor-gerente do FMI, Dominique Strauss-Kahn está sendo vítima de um complô


O site do jornal francês "Le Fígaro" revelou em pesquisa divulgada nesta terça-feira, que 57% dos franceses acreditam que o diretor-gerente do Fundo Monetário Internacional (FMI), Dominique Strauss-Kahn, está sendo vítima de um complô.

Dominique é acusado de ter atacado sexualmente a camareira do hotel em que estava hospedado em Nova York. Assim que ocorreu sua prisão no sábado, não demoraram a surgir teorias de que o caso não passou de uma armação de seus adversários políticos para minar suas chances de chegar à Presidência da França.

Strauss-Kahn ainda não era oficialmente candidato, mas era apontado pelas pesquisas de intenção de vota na França como o melhor nome do Partido Socialista para enfrentar o atual presidente Nicolas Sarkozy nas eleições de 2012 na França.

Sondagens indicam que 32% dos franceses dizem que DSK é realmente culpado dos crimes que é acusado, 11% preferiram não opinar. Mas, no entanto, 70% entre os simpatizantes dos socialistas, acreditam com veemência que tudo não passa de uma grande armação do maior aliado de Obama, Nicolas Sarkozy, que dessa forma estaria tirando do seu caminho a sua maior ameaça.

Afinal, a escola americana da qual Sarkozi tornou-se um profundo seguidor, prega que para levar uma eleição vale qualquer coisa.

terça-feira, 17 de maio de 2011

Ministro do STF negou pedido de liberdade de Cesare Battisti


Cesare Battisti, integrante da organização esquerdista radical PAC (Proletários Armados pelo Comunismo), na década de 70, sob a acusação de ter cometido quatro assassinatos “políticos” foi condenado à prisão perpétua pela Justiça italiana.

Depois de tornar-se fugitivo da Itália, ele está preso no Brasil desde 18 de março de 2007. No entanto, recebeu do então ministro da Justiça, Tarso Genro, refúgio político no ano de 2009. No mesmo ano, o STF anulou o ato de Genro, considerando-o ilegal. Mesmo o Supremo Tribunal tendo autorizado a extradição Battisti à Itália, atribuiu a última palavra ao presidente da República, que aconteceu no final de 2010.

Mesmo diante da pressão política e de um pedido de extradição do governo italiano. Battisti ainda permanece no Brasil graças à decisão do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva que em 2010 negou o envio do italiano ao seu país de origem no que parecia ser o fim de uma longa batalha jurídica.

Desde a concessão do refúgio ao italiano, a Procuradoria Geral da República se posicionou sempre pela permanência de Battisti no Brasil.

Segundo o procurador-geral da República, Roberto Gurgel, o Supremo não deve sequer reconhecer um pedido do governo da Itália contra a decisão de Lula --o presidente manteve o ex-ativista de esquerda Cesare Battisti no Brasil, ao afirmar que ele poderia sofrer perseguição se fosse enviado à Itália.

O pedido de relaxamento de prisão feito pela defesa de Battisti provocou uma confusão no STF na noite desta sexta (13) e passou por dois gabinetes, antes de ser encaminhado ao relator. Mas, já nesta segunda-feira dia 16/05, o ministro do STF (Supremo Tribunal Federal) Gilmar Mendes negou o pedido de liberdade feito pela defesa do militante italiano.

Mendes optou em analisar o caso com os demais ministros e, poderá ser levado novamente ao plenário do do STF "em breve", mas cabe ao presidente Supremo decidir uma nova data para o julgamento.

Vaticano quer que suspeitos de pedofilia sejam entregues à justiça civil


O Vaticano ordenou aos bispos que entreguem à justiça civil os casos de membros do clero suspeitos de pedofilia, além de impedir que os suspeitos exerçam cargos nocivos aos menores, após os últimos escândalos sexuais que abalaram a Igreja Católica.

Em uma carta enviada a todos os bispos do mundo, o cardeal americano William Levada, prefeito da Congregação para a Doutrina da Fé, apela às conferências episcopais de cada país para que preparem até 2012 um documento com "a lista de orientações" que servirão como modelo para os "procedimentos" em casos de abusos sexuais de crianças cometidos por padres.

"Entre as importantes responsabilidades do bispo está o dever de dar uma resposta adequada à possibilidade de casos de abusos sexuais cometidos em sua diocese por parte do clero", salienta o cardeal, que impõe ao bispo um papel central na luta contra a pedofilia.

No documento, o cardeal destaca a necessidade de "decisões claras e coordenadas contra os abusos sexuais de menores".
"O abuso sexual de menores não é só um delito na igreja, é também um crime repudiado nas leis civis. Embora haja relações diferentes da igreja com as autoridades civis em cada país, é importante cooperar no âmbito das respectivas competências", afirma o documento.


Muitas organizações dos Estados Unidos têm acusado o Vaticano de agir de forma muito tímida contra as denúncias e consideram que o princípio de "tolerância zero" anunciado por Bento XVI não tem sido aplicado até agora.

"O segredo continuará reinando", lamenta a organização americana National Secular Society.

Fonte: AFP (matéria na integra)
Fotos:

segunda-feira, 16 de maio de 2011

'Marcha das vadias': o movimento anti-estupro que ganha adeptos e se multiplica, agora em São Paulo


A SlutWalk, a "marcha das vadias" surgiu como um protesto em resposta ao comentário de um policial canadense que orientou universitários dizendo: "Se a mulher não se vestir como uma vadia, reduz-se o risco de ela sofrer um estupro".

A história começa quando Jaclyn Friedman foi violentada por colegas na faculdade em uma festa, mas nunca chegou a dar queixa, pois muita gente dizia que ela a culpada pelo ocorrido, pelo fato de estar na festa, por estar bebendo, por se vestir diferente do convencional, isso tudo, segundo Jaclyn fez com que ela desistisse.

Os agressores, inicialmente foram expulsos da faculdade, mas acabaram readmitidos e impunes, diz ela. O episódio, que aconteceu há quase duas décadas e marcou a vida da escritora e ativista feminista, pois hoje Jaclyn Friedman é um membro fundador da CounterQuo, e o editor de Meios Sim Sim: Visões do Feminino poder sexual e um mundo sem estupro jaclyn.

O movimento que começou em Toronto, rapidamente se expandiu para outras dez cidades dos EUA e do Canadá, com perspectivas de chegar a mais 40 cidades americanas e 19 outras pelo mundo. Nova York, Houston, Londres, Johannesburgo e Buenos Aires estão no roteiro para reivindicar o significado da palavra "slut" (traduzível como "puta" ou "vadia", mas que na origem era "mulher desordeira").

Jaclyn Friedman

No último sábado, Jaclyn foi uma das oradoras da SlutWalk, a "marcha das vadias", que reuniu 2.000 pessoas em Boston. Aos 39 anos, sutiã à mostra e tatuagem com a descrição "corajosa", ela disse em seu pronunciamento: "Porque nós vivemos um mundo de mentiras, sempre ouviremos que devemos ser obedientes, discretas, disponíveis e nunca agressivas -se o formos, viramos putas e, essa palavra é usada para nos pôr na linha".

Na verdade esse movimento abre a discussão para uma questão mundial, aquilo que os organizadores chamam de "cultura de estupro": considerar o estupro um crime menor ou provocado pela própria vítima (quase sempre mulher, mas às vezes, homem). Essa visão equivocadamente machista está presente em comentários como os de Paulo Maluf ("estupra, mas não mata") e do comediante Rafinha Bastos (sobre mulheres feias que deveriam agradecer pelo estupro) traduzem o raciocínio.


Na marcha majoritariamente feminina, moças carregavam frases como "meu vestido não significa sim". Uma participante tinha um cartaz dizendo ter sido estuprada aos 12 anos. "Estava usando agasalho largo e pantufas. Sou uma puta?"

Fonte: A partir do texto jornalistico de
LUCIANA COELHO
Fotos: reprodução

No Brasil, "vadias" marcham em São Paulo

Inspiradas na "Slut Walk" canadense, termo similar em inglês, cerca de 300 mulheres se reuniram na tarde deste sábado (04/06), na avenida Paulista, em São Paulo, para a primeira edição da "Marcha das Vadias" brasileira. A passeata seguiu no sentido Consolação e chegou a fechar parte do tráfego na Paulista.

A maioria das participantes do protesto eram mulheres jovens, com pouca roupa apesar da temperatura em declínio, com muita disposição e gritando palavras de ordem, as brasileiras aproveitaram para se queixar da maneira com que são tratadas nas ruas, principalmente quando saem vestidas mais à vontade.

Solange De-Ré, uma das idealizadoras da marcha brasileira, diz que entrou em contato com as organizadoras da marcha canadense antes de lançar a ideia na Internet.

"Elas receberam muito bem a nossa proposta e estamos aqui para mostrar que temos direito de andar à vontade sem sermos agredidas". Ela diz que assistir o notíciário vespertino dá uma ideia do problema. "É só ligar a televisão para ver o quanto as mulheres são agredidas. E isso com a complacência da sociedade", afirmou ela.

Dupla sertaneja dava um verdadeiro "show" ao roubar joalherias


Após a prisão da dupla sertaneja Dudu di Valença e Rodrigo,que segundo a polícia, roubavam joalherias no interior de São Paulo, inúmeras gravações de circuitos internos de joalherias mostram a "maestria" com que um de seus integrantes roubava jóias em vários estados, dava um "show" de habilidade. Segundo as investigações, a dupla praticou cerca de 25 roubos a joalherias.

Para prendê-lo, os investigadores divulgaram as imagens obtidas do circuito de segurança, de uma joalheria em Presidente Prudente, interior de São Paulo em outras lojas. A tática deu certo. Os funcionários de uma joalheria em Ibitinga, desconfiaram de um cliente e chamaram a polícia. Altair e Altemir Barreiros foram presos em flagrante. Eles formam a dupla sertaneja "Dudu di Valença e Rodrigo.

Com os irmãos caras de paus foram apreendidos vários anéis de ouro e brilhante, correntes, relógios importados, canetas de grife e equipamentos eletrônicos. Tudo avaliado em R$ 20 mil. Segundo os investigadores eles escolhiam as joalherias pela internet, mas a polícia quer saber agora quem receptava as jóias e objetos de valor.

O delegado de polícia, Carlos Alberto Oliveira acredita que o dinheiro do crime era usado na carreira artística da dupla, disse ele: "Eles são credenciados como músicos profissionais, então pode até ser que esse dinheiro levantado com esses furtos seja investido diretamente ali, ou seja, você dá uma conotação lícita para as entradas desse dinheiro".


A dupla foi encaminhada à penitenciária de Araraquara e indiciada por furto qualificado. Os irmãos, se condenados, podem ficar presos por até oito anos. Como o show não pode parar, lá eles terão muito tempo para elaborar novos planos ou ainda, reescreverem uma de suas canções, conforme trecho abaixo:


“Eu estou saindo dessa história
Eu não sei como será o fim...
Será que esse filme tem final feliz”.

domingo, 15 de maio de 2011

Terremoto de magnitude 6 é registrado na costa do Brasil

Um terremoto de magnitude 6 foi registrado neste domingo no Oceano Atlântico na costa do Brasil, informou o centro de pesquisa geológica dos Estados Unidos. O tremor aconteceu às 10h08 no horário de Brasília e foi localizado 1.277 quilômetros a leste-nordeste de Natal. O centro de pesquisa norte-americano informou que o terremoto aconteceu a uma profundidade de nove quilômetros, mas não há indicações imediatas de tsunami.

Procurado pela Agência Estado, o Centro de Gerenciamento de Emergência e Defesa Civil do Rio Grande do Norte (Ceged) informou que até o momento não tem informações sobre o assunto.

fonte: Agência Estado, com informações da Dow Jones

Jornalista americano esculhamba com o Rio e diz que Olímpiadas serão 'Jogos Mortais'


O jornalista Wright Thompson, da rede de televisão americana ESPN, publicou um artigo esculhambando com cidade do Rio de Janeiro e, indiretamente questiona a capacidade do Brasil em organizar um evento de grande porte. No artigo, ele criticou com veemência as candidaturas do Brasil para a Copa de 2014 e para os Jogos Olímpicos de 2016.

Segundo a reportagem, intitulada "Deadly Games" (Jogos Mortais, na tradução livre do inglês), forma com a qual o jornalista se refere às Olimpíadas de 2016, pois ele acredita que “teoricamente” os atletas e turistas correm riscos expostos à violência.

Ele ironiza ainda ao dizer que foi vendida uma imagem do país para o restante do mundo durante os processos de seleção mas, por outro lado, a organização brasileira escondeu problemas, sobretudo no Rio de Janeiro e que aquela imagem de uma cidade alegre e organizada está muito longe de corresponder à realidade. Os cariocas, na verdade, viveriam sob o terror de uma intensa guerra.

COMO ELE DESCREVE O COTIDIANO DO RIO DE JANEIRO.

"Uma cruz branca que se ergue no Morro dos Macacos marca o local onde as pessoas são queimadas vivas. Um cavalo faminto, cutucando as costelas para fora, é engatado por perto com uma corda fina. Um campo de futebol próximo é marcado por pedaços de borracha derretido. Os jogos não são jogados ali. A facção criminosa Amigos dos Amigos, que domina essa favela, possui um ritual macabro: colocam pneus ao redor de seus inimigos, derramam gasolina e ateam fogo. Isso é chamado de microondas. Uma fumaça negra se eleva no ar. Em uma escola aos pés do morro, próximo do Maracanã, onde a cerimônia de abertura das Olimpíadas 2016 será realizada, os alunos ouvem os gritos e tapam os ouvidos. Esse é o verdadeiro Rio de Janeiro."

Com a arrogância típica dos americanos, na matéria ele procura detalhar diversas ações policiais realizadas nos morros cariocas nos últimos anos. Em determinado trecho, Thompson compara o Batalhão de Operações Policiais Especiais (BOPE) com o Seals (tropa de elite da marinha americana responsável pela operação que resultou na morte do terrorista Osama Bin Laden) e critica a sua forma de atuação.

Segundo ele, “Policiais armados, invadem as favelas e matam quantos traficantes puderem. Os moradores fogem para suas casas, fecham as janelas. Algumas pessoas são executadas, outras atingidas acidentalmente. Lugar errado, hora errada. Azar".

Thompson faz uma breve pausa em suas críticas para elogiar o sucesso da atuação das Unidades de Polícia Pacificadores (UPPs). No entanto, se por um lado ele elogiou a ação dos policiais cariocas, por outro, ele mostra temor em relação à continuidade do projeto de Segurança no Rio e, baseado na opinião de uma moradora que pediu para não ser identificada, afirma que a antiga realidade das comunidades pode voltar após a realização dos Jogos.

"Não vai durar muito. É caro demais para o governo manter. Haverá paz durante as Olimpíadas mas, se o dinheiro acabar, eles tiram o policiamento. Tudo vai voltar ao que era e os que colaboraram serão mortos pelos traficantes", disse a moradora.


fonte: Jornal do Brasil
foto: reprodução

Brasileiro é preso em mesquita no Paquistão por desrespeito ao islã


O brasileiro Rodrigo Moreto Cubek foi preso no Paquistão, por invadir e perturbar as tradicionais orações que acontecem nas tardes de sexta-feira. O fato aconteceu na principal mesquita do Paquistão, em Islamabad.

Rodrigo tentou entrar na área reservada aos muçulmanos na mesquita Faisal, enquanto isso, ele pregava sobre o cristianismo e gritava sobre Jesus e a Virgem Maria no local, o que é considerando uma ofensa gravíssima no Paquistão, onde há leis rígidas para aquilo que é considerado blasfêmia contra o islã.

De acordo com informações do Ministério das Relações Exteriores, Rodrigo Moreto Cubek é do Paraná e foi detido por policiais paquistaneses por "perturbação da ordem pública". Segundo Alfredo Leoni, embaixador brasileiro naquele país, Alfredo Leoni, um advogado foi contratado pelo governo brasileiro para tentar enquadrar o caso como contravenção em vez de crime e deportá-lo para o Brasil.

Segundo as autoridades, aparentemente o rapaz tem problemas mentais. Pois em sua bagagem, foram encontrados antidepressivos e, segundo ele, a viagem ao Paquistão foi motivada por um sonho que ele teve. O preso afirma que Jesus apareceu para ele e pediu para que ele fosse ao país pregar o Cristianismo. Só faltou Jesus sugerir para ele usar uma camiseta com a clássica inscrição de subserviência ao imperialismo “I Love NY”.


O curioso, é a família permitir que alguém com um perfil psiquiátrico comprometido ande fazendo merda por aí. Se intenção era aparecer na mídia, acho que conseguiu e, infelizmente quem vai pagar a conta dessa idiotice internacional somos nós, o povo brasileiro.

Esses dias trancados por lá, certamente o farão refletir que nem todo lugar é a casa da mãe-joana, certamente por aqui era acostumado falar alto em restaurantes, atender celular nos teatros e cinemas, buzinar nas proximidades das igrejas, escolas e hospitais.

sábado, 14 de maio de 2011

EUA chama de "atroz" o duplo atentado no Paquistão


"Os Estados Unidos condenam firmemente o brutal ataque que matou pessoas inocentes e feriu muitas outras no campo de treinamento militar", disse em sua entrevista coletiva diária o porta-voz do Departamento de Estado, Mark Toner.

"Consideramos (o atentado) atroz e acreditamos que só ressalta a ameaça que este tipo de organizações extremistas representam para o Paquistão, e o importante é que sigamos trabalhando juntos para vencer e desmantelar a Al Qaeda e seus aliados", acrescentou ele.

Mark Toner disse que nos Estados Unidos classificaram como "atroz" o duplo ataque suicida perpetrado em uma academia militar de Charsada (Paquistão), que segundo fontes da Polícia de Islamabad, causou em pelo menos 88 mortes , sendo 79 recrutas da guarda de fronteiras e nove civis havendo ainda 105 feridos, 25 estão em situação grave.

O movimento talibã paquistanês (TTP) reivindicou a autoria do atentado e declarou que se tratava de "uma vingança pela morte de Osama bin Laden", demonstrando assim, que este poderá ser a primeira entre outras ações contra americanos ou de qualquer um que se entenda como aliados dos EUA. No entanto, Toner minimizou a possibilidade de que se trate do primeiro de uma série de ataques como vingança pelo assassinato do líder Osama Bin Laden.

Ao expressar "condolências" às Forças Armadas paquistanesas e às famílias das vítimas, o porta-voz americano ressaltou que os terroristas "demonstram constantemente que são o verdadeiro inimigo do povo e do governo do Paquistão". Ele ressaltou ainda, a necessidade de cooperar com Islamabad para desmantelar a rede terrorista Al Qaeda.


Para refletir:
"Os Estados Unidos condenam firmemente o brutal ataque que matou pessoas inocentes e feriu muitas outras no campo de treinamento militar", disse Mark Toner. No entanto, é preciso também condenar as atrocidades cometidas pelos americanos contra os povos muçulmanos?

quarta-feira, 11 de maio de 2011

Estava no Blog do Bin Laden - Hoje Estou Terrível


Hoje Estou Terrível

┤Eu não estava armado quando fui encontrado pelos militares americanos, mas confesso que ofereci enorme resistência. Ameacei-os com meu cortador de unhas, novinho e afiado. Eles não tiveram outra opção a não ser atirar.

┤Um pouco antes de ser alvejado, ouvi os soldados do Seal cantando But You Will Never Gonna Survive ...

┤Nunca imaginei que uma casa sem telefone e internet pudesse levantar suspeitas. Isso no Brasil é tão comum, principalmente para aqueles que assinam esses serviços.

┤Refugiei-me em AbbottaBAD porque queria dar uma dica ao FBI. Adoro ARG.

┤Na casa onde fui surpreendido, encontraram garrafas de Coca-Cola e Pepsi. Mas não pensem que isso é indício de uma contraditória adesão à imoralidade capitalista americana. Nossa real intenção era despistar os observadores e construir bombas caseiras, misturando os refrigerantes com pastilhas de Mentos.

┤Eu realmente tinha planos de destruir outros símbolos americanos. Nossos próximos alvos seriam uma fábrica de Ipads na China, a Prisão de Guantánamo em Cuba e a Barra da Tijuca no Rio.

┤Apesar de ter sido finalmente derrotado, resta-me um certo orgulho. Fui o protagonista da caçada humana mais longa e cara de que se tem notícia, depois, obviamente, da disputa de alguns clubes brasileiros pelo passe do Ronaldinho Gaúcho.

┤Ao usar Gerônimo para me designar durante a operação, os americanos demonstraram bem como apreciam os seus índios nativos.

┤Alguns veículos da imprensa estamparam, em grandes manchetes, que fui enterrado no mar. Bom, esse teria sido meu último feito extraordinário: ser enterrado na água não é pra qualquer um. Tem gente que adora me mitificar.

┤Até agora não vi uma virgem sequer. Ou prometi virgens demais ou está difícil mesmo de encontrá-las em qualquer parte.

┤Para me distrair, fui jogar Call of Duty, mas a rede do Playstation estava fora do ar. Que inferno, jogar contra máquina não tem graça.

┤No fundo, agora literalmente, fui um cara superestimado. Em seu livro, o acadêmico John Mueller prova que o total de americanos mortos em atentados, desde os anos 60, é "mais ou menos igual ao de mortos por cervos nesse período". É por isso que eu sempre combati o homossexualismo.

┤Uma de minhas esposas ajudou a reconhecer o meu corpo. Fosse o contrário, eu ia ter grande dificuldade. Enfim, uma vantagem da monogamia.

Veja mais no Blog abaixo:
http://www.blogsdoalem.com.br/osama/

Os filhos de Osama ameaçam o presidente Obama.


Após os atentados de 11 de setembro de 2001, Osama bin Laden tornou-se o inimigo público número um dos Estados Unidos, desde então foi caçado e executado por soldados americanos na terça-feira, dia 2 de maio.

A operação militar dos EUA se deu de forma sigilosa às autoridades do Paquistão. Um comando americano especializados em matar pessoas, investiu contra a residência onde Bin Laden estava escondido em Abbottabad, Paquistão. Segundo Washington, seu corpo foi jogado no mar, o que causou revolta entre os muçulmanos.

"É humana e religiosamente inaceitável ver uma pessoa desse nível e dessa importância para seus parentes ter seu corpo lançando ao mar de uma forma humilhante para sua família e seus adeptos, e que fere os sentimentos de centenas de milhões de muçulmanos", disse Omar Bin Laden e acrescentou ainda: "Como filho de Osama Bin Laden, nos reservamos o direito" de levar os responsáveis por "esse crime à justiça americana e internacional para esclarecer a respeito do destino de nosso pai desaparecido".

Embora não vivesse junto ao pai, o filho de Osama bin Laden ameaçou levar o presidente americano Barack Obama à justiça como "responsável" pelo destino de seu pai, pois a família considerara "inaceitável" e "humilhante" que o corpo de Osama tenha sido lançado ao mar.

"Consideramos o presidente Obama em pessoa legalmente responsável pelo destino de nosso pai, Osama bin Laden", é o que afirma a mensagem assinada por Omar bin Laden e, divulgada online em nome de seus irmãos.

A afirmação foi feita através de mensagem publicada na internet e, rastreado pelo centro americano de vigilância de sites islamitas SITE, nesta terça-feira, dia 09.

terça-feira, 10 de maio de 2011

Manifesto contra mudanças no Código Florestal


Manifesto contra as mudanças em discussão no Código Florestal

O Seminário Nacional sobre o Código Florestal, realizado em São Paulo no dia 7 de maio de 2011, reuniu 400 participantes de 50 entidades, movimentos populares, parlamentares, cientistas, acadêmicos e organizações sociais do campo e da cidade. Dessa ampla articulação, manifestamos nosso repúdio ao projeto de Lei 1876/99 e ao substitutivo apresentado pelo relator, deputado Aldo Rebelo, em trâmite na Câmara dos Deputados e que versa sobre alteração do Código Florestal.

O substitutivo apresentado pelo relator afronta princípios caros à sociedade brasileira, além de contrariar disposições da Constituição Federal. A intenção de desmonte e fragilização da legislação é evidente e somente a possibilidade de mudança no Código já esta causando o aumento da degradação ambiental.

Denunciamos a falta de participação e democracia em relação à forma como esse debate, que é de interesse nacional, vem sendo realizado. Ao contrário do que os defensores afirmam, o projeto e seu substitutivo não contemplam as demandas da agricultura familiar e camponesa, das populações tradicionais e quilombolas.

Do mesmo modo, não há respeito às especificidades das cidades brasileiras e não são incorporadas as propostas dos movimentos sociais urbanos, que defendem políticas de justiça social para a população de baixa renda, sempre exposta e marginalizada em áreas de maior risco. Tampouco estão presentes as contribuições e avanços da ciência com relação à possibilidade de maior aproveitamento sustentável do uso do solo.

Para construir uma política ambiental que leve em conta os interesses do povo brasileiro e das futuras gerações, é preciso mais tempo para que as questões controversas sejam amplamente debatidas e apropriadas pela sociedade de forma mais abrangente. Não aceitamos que mudanças de tamanha envergadura sejam votadas às pressas sem o necessário envolvimento de todos os setores envolvidos.

Na verdade, as mudanças propostas favorecem empreendimentos de interesse empresarial e não social, como a especulação imobiliária no campo e na cidade, o latifúndio, o agronegócio, as grandes empresas nacionais e estrangeiras, como a indústria de celulose e papel. A defesa dessa alteração só irá beneficiar os mesmo setores que perpetuam a prática do trabalho escravo e outras iniciativas que afrontam direitos humanos.

São estes interesses que defendem as alterações contidas no projeto, por exemplo, a suspensão das multas e anistia a crimes ambientais do latifúndio e do agronegócio, que avança de forma violenta sobre nossos bens naturais, assim como a isenção das reservas legais em qualquer propriedade.

As reservas legais são áreas que admitem exploração sustentável e assim devem ser mantidas. Somos contra a transformação de tais áreas em monocultivos de espécies exóticas. Consideramos necessário melhorar a fiscalização e denunciar o desmonte dos órgãos ambientais e, ao mesmo tempo, ter políticas de incentivo à recuperação das áreas degradadas. Não podemos retroceder.

É preciso estabelecer clara diferenciação entre a agricultura extensiva, de monocultivo para exportação, e a agricultura familiar e camponesa, responsável por 70% dos alimentos que vai para mesa dos brasileiros, segundo o censo do IBGE. Portanto, é preciso ter políticas para agricultura familiar e camponesa, que afirmam um projeto de agricultura no qual não há espaço para o agronegócio.

Precisamos reforçar uma política ambiental nacional, com maior apoio aos órgãos fiscalizadores, em vez de ceder às pressões das elites rurais para tirar essa competência da esfera federal. Nos manifestamos contra a flexibilização das áreas de preservação permanente nas áreas rurais, pois sem elas a própria agricultura estaria em risco. Defendemos uma ampla política de reforma agrária e urbana, a demarcação das áreas indígenas e a titulação dos territórios quilombolas, com proteção de nossas florestas, rios e biodiversidade. Denunciamos a repressão aos camponeses e as populações de baixa renda nas cidades.

O que está em jogo é o próprio modelo agrícola, ambiental e de uso do solo no Brasil, contra as propostas da bancada ruralista e do capital financeiro e especulativo. Defendemos que nossos bens naturais sejam preservados para todos os brasileiros, para garantir o próprio futuro da humanidade.

Esperamos que a presidenta Dilma mantenha seus compromissos de campanha no que toca à não flexibilização da legislação ambiental e nos comprometemos a apoiar e dar sustentação política na sociedade para enfrentar os interesses do agronegócio que vem buscando o desmonte da legislação ambiental. Conclamamos ao povo brasileiro a se somar nessa luta contra as mudanças no Código!

SEMINÁRIO NACIONAL SOBRE O CÓDIGO FLORESTAL
São Paulo, 7 de maio de 2011


Fonte: Página do MST

O manifesto acima é resultado do Seminário Nacional promovido sobre o Código Florestal, realizado em São Paulo (SP), em 07 de maio de 2011. O Seminário reuniu acima de 400 pessoas, representantes de mais de 50 entidades da sociedade civil.

Berlusconi chama magistrados italianos de "câncer da democracia"


Silvio Berlusconi, premiê italiano, tem lançado repetidos ataques aos magistrados italianos, alegando estar sendo vítima do sistema judiciário. Mas, nesta segunda-feira ao participar de um julgamento, o primeiro dos quatro que enfrenta atualmente, ele disparou e chamou os magistrados de "um câncer da democracia".

O primeiro-ministro italiano enfrenta outros dois julgamentos por corrupção e um quarto -- o mais controverso -- por supostamente ter tido relações sexuais com uma dançarina marroquina Karima El Mahroug, a Ruby, quando ainda era menor de idade e, de usar seu cargo para encobrir o caso.

"Existe algo incrível sobre esse julgamento", disse Berlusconi durante uma pausa na audiência em que é acusado de subornar o advogado britânico David Mills com 600 mil dólares para que prestasse depoimentos falsos a favor do premiê.

Ao todo, são mais de 20 processos abertos contra ele ao longo dos anos, embora ele nega todas as acusações e afirma que os magistrados de Milão são politicamente tendenciosos e querem destruí-lo.

"Se isso não for uma câncer da democracia, vocês são de outro planeta", afirmou Berlusconi


Os reflexos políticos dos escândalos Berlusconiescos, já aparecem nas pesquisas italianas e apontam que o premiê terá grandes dificuldades para obter bons resultados na próxima eleição.

segunda-feira, 9 de maio de 2011

Carta de um Nobel da Paz a Barack Obama


Quando te outorgaram o Prêmio Nobel da Paz, do qual somos depositários, te enviei uma carta que dizia: “Barack, me surpreendeu muito que tenham te outorgado o Nobel da Paz, mas agora que o recebeu deve colocá-lo a serviço da paz entre os povos; tens toda a possibilidade de fazê-lo, de terminar as guerras e começar a reverter a situação que viveu teu país e o mundo”. No entanto, ao invés disso, você incrementou o ódio e traiu os princípios assumidos na campanha eleitoral frente ao teu povo, como terminar com as guerras no Afeganistão e no Iraque e fechar as prisões em Guantánamo e Abu Graib no Iraque. O artigo é de Adolfo Pérez Esquivel.
Adolfo Pérez Esquivel

Estimado Barack, ao dirigir-te esta carta o faço fraternalmente para, ao mesmo tempo, expressar-te a preocupação e indignação de ver como a destruição e a morte semeada em vários países, em nome da “liberdade e da democracia”, duas palavras prostituídas e esvaziadas de conteúdo, termina justificando o assassinato e é festejada como se tratasse de um acontecimento desportivo.

Indignação pela atitude de setores da população dos Estados Unidos, de chefes de Estado europeus e de outros países que saíram a apoiar o assassinato de Bin Laden, ordenado por teu governo e tua complacência em nome de uma suposta justiça. Não procuraram detê-lo e julgá-lo pelos crimes supostamente cometidos, o que gera maior dúvida: o objetivo foi assassiná-lo.

Os mortos não falam e o medo do justiçado, que poderia dizer coisas inconvenientes para os EUA, resultou no assassinato e na tentativa de assegurar que “morto o cão, terminou a raiva”, sem levar em conta que não fazem outra coisa que incrementá-la.

Quando te outorgaram o Prêmio Nobel da Paz, do qual somos depositários, te enviei uma carta que dizia: “Barack, me surpreendeu muito que tenham te outorgado o Nobel da Paz, mas agora que o recebeu deve colocá-lo a serviço da paz entre os povos; tens toda a possibilidade de fazê-lo, de terminar as guerras e começar a reverter a situação que viveu teu país e o mundo”.

No entanto, ao invés disso, você incrementou o ódio e traiu os princípios assumidos na campanha eleitoral frente ao teu povo, como terminar com as guerras no Afeganistão e no Iraque e fechar as prisões em Guantánamo e Abu Graib no Iraque. Não fez nada disso. Pelo contrário, decidiu começar outra guerra contra a Líbia, apoiada pela OTAM e por uma vergonhosa resolução das Nações Unidas. Esse alto organismo, apequenado e sem pensamento próprio, perdeu o rumo e está submetido às veleidades e interesses das potências dominantes.

A base fundacional da ONU é a defesa e promoção da paz e da dignidade entre os povos. Seu preâmbulo diz: “Nós os povos do mundo...”, hoje ausentes deste alto organismo.

Quero recordar um místico e mestre que tem uma grande influência em minha vida, o monge trapense da Abadia de Getsemani, em Kentucky, Tomás Merton, que diz: “a maior necessidade de nosso tempo é limpar a enorme massa de lixo mental e emocional que entope nossas mentes e converte toda vida política e social em uma enfermidade de massas. Sem essa limpeza doméstica não podemos começar a ver. E se não vemos não podemos pensar”.

Você era muito jovem, Barack, durante a guerra do Vietnã e talvez não lembre a luta do povo norteamericano para opor-se à guerra. Os mortos, feridos e mutilados no Vietnã até o dia de hoje sofrem as consequências dessa guerra.

Tomás Merton dizia, frente a um carimbo do Correio que acabava de chegar, “The U.S. Army, key to Peace” (O Exército dos EUA, chave da paz): “Nenhum exército é chave da paz. Nenhuma nação tem a chave de nada que não seja a guerra. O poder não tem nada a ver com paz. Quanto mais os homens aumentam o poder militar, mais violam e destroem a paz”.
Acompanhei e compartilhei com os veteranos da guerra do Vietnã, em particular Brian Wilson e seus companheiros que foram vítimas dessa guerra e de todas as guerras.

A vida tem esse não sei o quê do imprevisto e surpreendente fragrância e beleza que Deus nos deu para toda a humanidade e que devemos proteger para deixar às gerações futuras uma vida mais justa e fraterna, reestabelecendo o equilíbrio com a Mãe Terra.

Se não reagirmos para mudar a situação atual de soberba suicida que está arrastando os povos a abismos profundos onde morre a esperança, será difícil sair e ver a luz; a humanidade merece um destino melhor. Você sabe que a esperança é como o lótus que cresce no barro e floresce em todo seu esplendor mostrando sua beleza.

Leopoldo Marechal, esse grande escritor argentino, dizia que: “do labirinto, se sai por cima”.

E creio, Barack, que depois de seguir tua rota errando caminhos, você se encontra em um labirinto sem poder encontrar a saída e te enterra cada vez mais na violência, na incerteza, devorado pelo poder da dominação, arrastado pelas grandes corporações, pelo complexo industrial militar, e acredita ter todo o poder e que o mundo está aos pés dos EUA porque impõem a força das armas e invade países com total impunidade. É uma realidade dolorosa, mas também existe a resistência dos povos que não claudicam frente aos poderosos.

As atrocidades cometidas por teu país no mundo são tão grandes que dariam assunto para muita conversa. Isso é um desafio para os historiadores que deverão investigar e saber dos comportamentos, políticas, grandezas e mesquinharias que levaram os EUA á monocultura das mentes que não permite ver outras realidades.

A Bin Laden, suposto autor ideológico do ataque às torres gêmeas, o identificam como o Satã encarnado que aterrorizava o mundo e a propaganda do teu governo o apontava como “o eixo do mal”. Isso serviu de pretexto para declarar as guerras desejadas que o complexo industrial militar necessitava para vender seus produtos de morte.

Você sabe que investigadores do trágico 11 de setembro assinalam que o atentado teve muito de “auto golpe”, como o avião contra o Pentágono e o esvaziamento prévios de escritórios das torres; atentado que deu motivo para desatar a guerra contra o Iraque e o Afeganistão, argumentando com a mentira e a soberba do poder que estão fazendo isso para salvar o povo, em nome da “liberdade e defesa da democracia”, com o cinismo de dizer que a morte de mulheres e crianças são “danos colaterais”. Vivi isso no Iraque, em Bagdá, com os bombardeios na cidade, no hospital pediátrico e no refúgio de crianças que foram vítimas desses “danos colaterais”.

A palavra é esvaziada de valores e conteúdo, razão pela qual chamas o assassinato de “morte” e que, por fim, os EUA “mataram” Bin Laden. Não trato de justificá-lo sob nenhum conceito, sou contra todas as formas de terrorismo, desde a praticada por esses grupos armados até o terrorismo de Estado que o teu país exerce em diversas partes do mundo apoiando ditadores, impondo bases militares e intervenção armada, exercendo a violência para manter-se pelo terror no eixo do poder mundial. Há um só eixo do mal? Como o chamarias?

Será que é por esse motivo que o povo dos EUA vive com tanto medo de represálias daqueles que chamam de “eixo do mal”? É simplismo e hipocrisia querer justificar o injustificável.

A Paz é uma dinâmica de vida nas relações entre as pessoas e os povos; é um desafio à consciência da humanidade, seu caminho é trabalhoso, cotidiano e portador de esperança, onde os povos são construtores de sua própria vida e de sua própria história. A Paz não é dada de presente, ela se constrói e isso é o que te falta meu caro, coragem para assumir a responsabilidade histórica com teu povo e a humanidade.

Não podes viver no labirinto do medo e da dominação daqueles que governam os EUA, desconhecendo os tratados internacionais, os pactos e protocolos, de governos que assinam, mas não ratificam nada e não cumprem nenhum dos acordos, mas pretendem falar em nome da liberdade e do direito. Como pode falar de Paz se não quer assumir nenhum compromisso, a não ser com os interesses de teu país?

Como pode falar da liberdade quanto tem na prisão pessoas inocentes em Guantánamo, nos EUA e nas prisões do Iraque, como a de Abu Graib e do Afeganistão?

Como pode falar de direitos humanos e da dignidade dos povos quando viola ambos permanentemente e bloqueia quem não compartilha tua ideologia, obrigando-o a suportar teus abusos?

Como pode enviar forças militares ao Haiti, depois do terremoto devastador, e não ajuda humanitária a esse povo sofrido?

Como pode falar de liberdade quando massacra povos no Oriente Médio e propaga guerras e tortura, em conflitos intermináveis que sangram palestinos e israelenses?

Barack, olha para cima de teu labirinto e poderá encontrar a estrela para te guiar, ainda que saiba que nunca poderá alcançá-la, como bem diz Eduardo Galeano. Busca a coerência entre o que diz e faz, essa é a única forma de não perder o rumo. É um desafio da vida.

O Nobel da Paz é um instrumento ao serviço dos povos, nunca para a vaidade pessoal.

Te desejo muita força e esperança e esperamos que tenha a coragem de corrigir o caminho e encontrar a sabedoria da Paz.

Adolfo Pérez Esquivel, Nobel da Paz 1980.
Buenos Aires, 5 de maio de 2011

fonte: Carta Maior
leia mais: http://www.cartamaior.com.br/templates/index.cfm

sábado, 7 de maio de 2011

Falsa ambientalista é acusada de promover safáris ilegais para matança de onças no Pantanal do Mato Grosso do Sul.


O esquema dos safáris ilegais já vinha sendo investigado, mas para desmantelar o esquema, o Ibama contou com o apoio da Polícia Federal e do Exército, que cedeu um helicóptero do 3º Esquadrão Pantera para levar a equipe até uma das fazendas suspeitas.

Na ação mais recente, o ponto de partida para a investigação foi um vídeo que mostra a matança de onças e outros animais silvestres na fazenda Santa Sofia, localizada nas proximidades de Aquidauana, no Panatanal, a 130 km de Corumbá.

As comprovações dos crimes ambientais estão registrados em um vídeo que foi enviado por um estrangeiro à Polícia Federal, nele, se mostra como eram os safáris ilegais, promovidos para caçar onças no Pantanal do Mato Grosso do Sul.

Há nove anos, em matéria do Jornal Nacional a fazendeira aparece como sendo parte de um projeto de preservação de espécies, especialmente de onças pintadas. Nele, pesquisadores monitoravam os animais e, em casos onde o gado fosse morto pelas onças, a pecuarista recebia indenização em dinheiro para ressarcimento do prejuízo.

Foi justamente na Fazenda Santa Sofia, que os agentes da Polícia Federal encontraram duas cabeças de onças; couros de animais silvestres, incluindo o de uma sucuri; doze armas, entre elas, uma pistola 357, fuzis de caça e espingardas; além de centenas de munições foram encontrados também dois alforjes (um tipo de bolsa muito usado pelos caçadores), além de dois tubos de um instrumento de sopro que simulam o esturro, que serve para atrair onças.

As cabeças de onças foram encaminhadas para a sede da Embrapa Pantanal, em Corumbá, onde passam por uma perícia. Somente após o exame é que o Ibama vai lavrar o auto de infração contra a dona da propriedade rural.

O mais curioso, é que a Fazenda mencionada acima, amplamente divulgada pela imprensa nacional é de propriedade da pecuarista e “ambientalista” Beatriz Rondon, que ainda não foi indiciada pelos supostos crimes.

Os detalhes da operação foram divulgados nesta sexta-feira pelo superintendente do Ibama, David Lourenço. Segundo ele, ninguém foi preso ou autuado ainda, porque não houve flagrante e o Ibama aguarda a perícia dos materiais para definir o tipo de punição a ser aplicada.


Estima-se que o valor pago pelos caçadores que participavam de safáris no Pantanal, era de até quarenta mil dólares. Nesse caso, ter uma ambientalista promovendo safáris, vale a máxima popular: É COMO COLOCAR RAPOSA PRA CUIDAR DE GALINHEIRO.

Observo ainda, que, se você matar uma pomba na praça, seguramente, se for denunciado poderá ser preso por crime ambiental. Nesse caso específico, ainda tenho dúvidas que o mesmo vá acontecer, pois "cada caso é um caso".

Fotos: reprodução.

Vídeo disponível no YouTube.

sexta-feira, 6 de maio de 2011

Supremo Tribunal Federal reconhece a união homoafetiva


Nesta quinta-feira, os ministros do Supremo Tribunal Federal (STF), votaram por unanimidade a favor do reconhecimento legal da união estável entre pessoas do mesmo sexo. Foi um resultado incontestável de dez votos a favor, e zero contra a decisão.

O reconhecimento aprovado pelo Supremo Tribunal Federal, de que a união homoafetiva é uma entidade familiar e merece ser reconhecida como tal. Isso tem um efeito social importante e criará um precedente a ser seguido por todas as instituições da administração pública, inclusive pelos cartórios de todo o Brasil.

Com isso, se duas pessoas passam a ter vida em comum, cumprindo os deveres de assistência mútua, em um verdadeiro convívio estável, inquestionavelmente passa existir um vínculo, independentemente do sexo. Nesse caso, a partir de agora, além dos direitos patrimoniais, como herança e inclusão como dependente na Previdência Social, as uniões homoafetivas passam a ter assegurados direitos de qualquer união estável entre homem e mulher, entre elas, a adoção de crianças.

Para a desembargadora aposentada do Tribunal de Justiça do Rio Grande do Sul, Maria Berenice Dias que é uma pioneira em decisões favoráveis às uniões homoafetivas, comentou: “Confesso que estou até impactada, surpresa, pelo resultado da votação. É um julgamento histórico, porque produz mais ou menos um efeito dominó, e acaba derrubando não só preconceitos da sociedade, mas tem um caráter educacional. É uma manifestação da Corte maior dizendo que a união homoafetiva é uma entidade familiar e merece ser reconhecida como tal. Isso tem um efeito social importante”.

Obviamente que essa decisão contrária os princípios hipócritas moralistas de alguns segmentos. O arcebispo de Maringá (PR), dom Anuar Battisti, afirmou em declaração para imprensa local, que a união entre homossexuais aprovada pelo Supremo Tribunal Federal (STF) representa uma “agressão frontal” à família, fato com o qual a Justiça estará “institucionalizando a destruição da família”.

Já que a Constituição Brasileira prevê que todos são iguais perante a Lei. Nenhum segmento pode ficar à margem da lei. E, não se pode confundir as questões jurídicas com as questões morais e religiosas.

quinta-feira, 5 de maio de 2011

Senado aprova aumento de carga horária de 800 para 960 horas anuais para os ensinos infantil, fundamental e médio.


O projeto de lei foi apresentado em 2007 pelo ex-senador Wilson Matos (PSDB-PR), O suplente do senador Alvaro Dias (PSDB-PR), o projeto recebeu parecer favorável do senador Cyro Miranda (PSDB-GO). É a Tucanagem na Educação.

A Comissão de Educação, Cultura e Esporte do Senado (CE) aprovou nesta terça-feira (3) o PLS 388/07, projeto de lei que aumenta de 800 para 960 horas anuais a carga horária mínima para os ensinos infantil, fundamental e médio. Como foi aprovada em caráter terminativo, a matéria segue, agora, à apreciação da Câmara dos Deputados.

Dentro da proposta do senador tucano, a aplicação dessas 960 horas serão distribuídas pelo período de 200 dias do ano letivo, excluindo os dias destinados aos exames finais, quando houver.

A Emenda defendida pelo relator do projeto, Cyro Miranda (PSDB-GO), determina que as mudanças no calendário escolar só poderá entrar em vigor dois anos após a publicação da lei no Diário Oficial da União. Obviamente, se a lei for aprovada pelo Senado e sancionada pela presidenta Dilma Rousseff ainda em 2011, a nova carga horária só entrará em vigor em 1º de janeiro de 2013.

Foi aprovado também pela comissão, em caráter terminativo, o projeto de lei 385/07, de Wilson Matos. O referido projeto aumenta a frequência mínima exigida para aprovação no ensino básico: de 75% para 80% do total de horas letivas para a aprovação de estudantes no ensino fundamental.

A proposta mencionada, propõe ainda, que no caso de afastamento do estudante da sala de aula por motivo de saúde, o atestado médico apresentado apenas garantirá o direito de fazer provas em segunda chamada, "mas não abonará as faltas que lhe foram imputadas".

Ambos os projetos alteram a Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional (Lei 9.394, de 1996).


OPINIÃO.

Até entendo a "grande" preocupação desses “engajados” senadores e deputados, tão empenhados em mudar a estrutura educacional brasileira. No entanto, cabe lembrar que não haverá nenhuma transformação enquanto as salas estiverem sobrecarregadas de alunos; com professores trabalhando em várias escolas para garantir sobrevivência; enquanto a violência explodir nas escolas por falta de política de segurança; enquanto houver um processo pedagógico e estatístico para mascaração da realidade escolar e, acima de tudo, enquanto Conselhos Tutelares, ECAs e Ministério Público devolverem às escolas e forçar a aprovação de indivíduos que simplesmente não querem estudar.

quarta-feira, 4 de maio de 2011

Diretor da CIA confirma que EUA torturaram presos para obter informações


Em entrevista à rede americana NBC, o diretor da Agência de Inteligência American (CIA), Leon Panetta, admitiu que sua equipe usa técnica de afogamento simulado (waterboarding, na sigla em inglês), enfim, tortura em detidos em prisões secretas para obter informações.

O diretor destacou ainda que as pistas que levaram os serviços de inteligência a encontrarem o esconderijo de Bin Laden vieram de muitas fontes e não somente dessa técnica de interrogatório, entre elas técnicas de interrogatório coercitivas, a de afogamento simulado.

“Neste caso, as técnicas de interrogatório coercitivas foram usadas contra alguns desses prisioneiros. Quanto ao debate sobre se poderíamos ter obtido as mesmas informações por outros meios, acho que esta sempre será uma questão em aberto”, afirmou Panetta.


Analistas dos “Direitos Humanos” classificam afogamento como tortura: a técnica consiste em amarrar um pedaço de pano ou plástico na boca do prisioneiro e, em seguida, derramar água sobre seu rosto. O detido começa a inalar água rapidamente, causando a sensação de afogamento.

Segundo as agencias internacionais, o diretor da CIA, que em breve substituirá Robert Gates na chefia do Departamento de Defesa, esclareceu que as ordens do presidente Barack Obama na operação exigiam a morte de Bin Laden, e não apenas capturá-lo.


OPINIÃO

O que me causa estranheza é saber que Obama, prêmio Nobel da “PAZ”, continua com a velha e arrogante prática americana: mantém bases para torturar os “inimigos da América”, o caso de Guantánamo; desrespeita a autonomia de outras nações; continua matando milhões de pessoas em nome de uma suposta democracia e dos “tão questionáveis” direitos humanos, o mais lamentável, tudo isso com o aval da ONU e sua míope visão sobre as questões universais.

Quanto ao Obama, perdeu a chance histórica de verdadeiramente ser um líder respeitado mundialmente pela execução de ações de interesse dos americanos e demais nações, diferente de se fazer temido e arrogante.

Sandices nos EUA com a morte de Osama


Mesmo antes do anuncio oficial de Obama, sobre a morte de Osama, o cérebro da Al Qaeda, as imediações da Casa Branca e o centro de Washington viraram palco de grandes comemoração.

Manifestantes ensandecidos explodiam nas ruas aos gritos de "USA, USA (EUA, na sigla em inglês)" e buzinas de automóveis foram ouvidas por várias horas desde a meia-noite de domingo na capital americana.

Bill Clinton, ex-presidente dos EUA, considerou a morte de Bin Laden como "profundamente importante para as pessoas de todo o mundo que querem construir um futuro comum de paz".

Sovenirs para comemorar a morte de Obama.

OPINIÃO

A paz é um processo que deve ser construido a partir do respeito e da racionalidade coletiva, por isso, seguramente com esse tipo de sandice do povo americano, cada vez mais irá instigar o ódio e o desejo de vingança por parte dos seguidores de Osama.

segunda-feira, 2 de maio de 2011

Casamento da Realeza, ex-Papa vira Santo, Osama morre e Obama vira heroi. É o mundo perto da perfeição...

Historinhas pra boi dormir...

1 - O CASAMENTO REAL.

Londres: Sob olhares de todo o mundo, o príncipe William e Kate Middleton se casaram, em Londres, formalizando a união que promete revitalizar a monarquia britânica. A cerimônia foi realizada na Abadia de Westminster pelo arcebispo de Canterbury. Na verdade trata-se da legalização de uma união, já que eles viviam juntos há quatro anos, vão morar numa casa de campo alugada na Ilha de Anglesey, no norte do País de Gales.

William estava com uniforme vermelho vivo da Guarda Irlandesa, em sinal de apoio às Forças Armadas e um reforço para sua imagem de militar de carreira. Entre Carruagens, Rolls-Royce os noivos e a corte da rainha Elizabeth II desfilaram por entre os súditos do mundo inteiro que gastaram seus centavos para participarem do “conto de fadas”, para ingles ver, entre outros otários.

O ápice da montagem foi a revelação do vestido de casamento - o maior segredo do dia - provocou admiração quando Kate Middleton saiu do Rolls-Royce com seu pai na abadia. O vestido de cor marfim foi desenhado por Sarah Burton, da casa Alexander McQueen, e o cabelo dela estava decorado com uma tiara emprestada pela rainha Elizabeth II.

O Conto de Fadas, só ficou completo quando os dois pombinhos, já na varanda do Palácio de Buckinghamna, o Príncipe William e Catherine beijaram-se apaixonadamente para delírio dos súditos de todo o mundo.


2 - A BEATIFICAÇÃO...

O dia 1º de maio de 2011 o mundo inteiro sorriu ao ver seu ídolo maior, João Paulo II ser elevado aos altares. Bendita a hora em que o “Santo” Padre Bento XVI declarou beato João Paulo II, a figura humana mais marcante dos últimos 50 anos, pois todos os homens do mundo desfrutam da paz e da liberdade que ele conquistou peregrinando pelos cantos mais recônditos do planeta.

A beatificação significa proclamar que Karol Wojtyla foi exemplar em todos os estágios de sua vida, especialmente, durante os anos de seu longo e profícuo Pontificado. Significa também o reconhecimento do trabalho que desenvolveu durante 27 anos ao peregrinar por mais de cem países, beijando o solo de cada um deles e dialogando com os mais altos dignitários, reis, presidentes ou primeiros-ministros.

Parabéns ao santo padre Bento XVI por ter exaltado com o título de beato aquele que, uma vez abatido pelas balas de um criminoso, soube pôr em prática, de maneira heróica, a virtude da caridade até o ponto de visitá-lo na cadeia para oferecer-lhe seu perdão.

A beatificação de João Paulo II dá especial relevância à sua sabia direção nos destinos da Igreja quando esta mergulhava em terríveis turbulências, o momento em que coincidentemente era ameaçada pelo crescimento do islamismo em toda a Europa.


3 - OSAMA NAS ALTURAS...

O Presidente Barack Obama foi à tevê anunciar triunfalmente a morte do terrorista Osama Bin Laden, líder da Al-Qaeda e principal inimigo dos EUA.

“O presidente dos EUA fez do anúncio um discurso cuidadosamente balanceado e um espetáculo muito bem montado. Como quem encarna um herói de Hollywood, iniciou com um “eu planejei, comandei e determinei a morte de Osama bin Laden” e encerrou com “Vamos sempre defender a Justiça e a Liberdade. Deus os abençoe e abençoe a América”. Deu as costas para a câmera e caminhou majestosamente pelo tapete vermelho até o fim do corredor, como um caubói que sai de cena cavalgando para o entardecer, enquanto aparecem os créditos finais”. Assim descreveu, Antonio Luiz M.C.Costa é editor de internacional de CartaCapital.

Uma internauta retuitada pelo cineasta Michael Moore escreveu: “Depois de dez anos, duas guerras, 919.967 mortes e 1,188 trilhão de dólares, conseguimos matar uma pessoa”. Objetivamente, é pouco mais que isso.

Embora (propositalmente?) anunciado no 66º aniversário do anúncio da morte de Adolf Hitler, o assassinato de Osama bin Laden não tem um significado comparável. A Al-Qaeda não é uma máquina de guerra convencional e centralizada à beira do colapso, como era o exército nazista em 1º de maio de 1945. Talvez resulte mais próximo do que foi o 1º de maio de 2003, quando Bush júnior anunciou a “missão cumprida” no Iraque, mas o problema mal estava começando.

Estrategicamente Obama, com um sopro destrói o “Lobo Mau” da história, fazendo ressurgir sua imagem que andava desgastada pela decadente em que colocou a economia americana. Agora surge como herói e certamente terá uma reeleição tranqüila, só quem não estará tranqüilo é o cidadão americano que se tornaram alvos em potencial de atentados.


4 - A DIVINA COMÉDIA...

Nos três fatos acorridos, se viu uma multidão de coadjuvantes gritando histericamente nas ruas, como se fizessem parte diretamente do grande espetáculo dantesco. Um conto de fadas com um apoteótico final feliz.

Enquanto isso, somos obrigados ouvir do presidente peruano Alan Garcia que na efervescência do fanatismo e da necessidade de ser populista, afirmou nesta segunda-feira que o primeiro milagre de João Paulo 2º, beatificado no domingo em Roma, foi "levar do mundo a encarnação do mal", Osama bin Laden, líder da Al Qaeda. Segundo ele:"Seu primeiro milagre foi ter levado a encarnação do mal, a encarnação demoníaca do crime e do ódio".

Mas a grande questão está no ritual de atirar ao mar o corpo de Osama, me remeteu ao período da repressão militar na América Latina, que sob orientação dos torturadores americanos, através da chamada “Operação Condor”, os considerados subversivos também eram atirados ao mar.

E assim a história continua...