"Toda história tem três lados: o meu, o seu e os fatos." ( Foster Russel)

segunda-feira, 31 de outubro de 2011

Jornalista da Globo é interrompida por manifestantes durante boletim ao vivo para o "Jornal Hoje".



No dia de hoje (31), durante o boletim ao vivo para o 'Jornal Hoje', da Rede Globo, a repórter Monalisa Perrone foi interrompida, de forma “violenta”, por manifestantes que pediam que ela deixasse o local, ou seja a porta do Hospital Sírio-Libanês, onde o ex-presidente Lula está internado para dar início ao combate ao câncer.

Tem uma máxima que diz: “QUEM SEMEIA VENTO COLHE TEMPESTADE”.

A âncora do jornal Hoje, assustada se pergunta, o que isso?
Na verdade me pareceu se tratar do reflexo de um jornalismo sujo, que não busca esclarecer e sim, incitar o ódio de setores ignorante da população contra líderes políticos desse País. Chegando ao extremo de segmentos dessa mídia - digna de repugnância- publicar comentários malevolentes sobre a saúde do ex-presidente Lula.

O ataques dessa minoria raivosa contra Lula nos envergonha e, escandaliza qualquer pessoa civilizada. Não se trata de cobrar educação ou, comportamento decente de leitores e internautas, na verdade é um conjunto de coisas, é parte da mídia que ao longo dos anos vem se tornando responsável por fomentar um ódio escancarado e dele se beneficiar.

Sobre isso, Gilberto Dimenstein disse ontem em seu editorial: “Minha suspeita é que a interatividade democrática da internet é de um lado um avanço do jornalismo e, de outro, uma porta direta com o esgoto de ressentimento e da ignorância...

Isso significa que um dos nossos papéis como jornalistas é educar os eleitores a se comportar com um mínimo de decência.”
A verdade é: VOCÊ COLHE AQUILO QUE PLANTA

Lula se prepara para começar o tratamento do câncer na segunda.

Foto: Ricardo Stuckert/Instituto Lula


No sábado (29), o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva foi diagnosticado com um tumor maligno localizado na laringe, tendo passado por uma pequena intervenção cirúrgica para colher material do tumor (biópsia), no Hospital Sírio-Libanês. Após exames, foi definido tratamento inicial com quimioterapia, que vai começar nesta segunda-feira (31), segundo a assessoria de imprensa do político.

Lula que passou quase todo o sábado (29) no hospital, tendo deixado o Sírio-Libanês às 20h13, com destino a São Bernardo do Campo, onde mora e, passou o final de semana com a família preparando-se para dar início ao tratamento. Alinho-me entre aqueles que torcem e rezam pela recuperação da boa saúde do ex-presidente.

Segundo seu amigo pessoal e Secretaria-Geral da Presidência, Gilberto Carvalho, na última segunda-feira Lula teria reclamado que estava sentindo algum problema na garganta, mas resistia a ir ao médico. "Ele reclamou da garganta na segunda, lá em Manaus, mas disse aquilo que sempre falava na época do Alencar (ex-vice-presidente José Alencar), que não gostava de fazer revisão porque sempre acham alguma coisa na gente.

Lula passa por um momento delicado e, certamente milhões de brasileiros formam correntes de pensamentos e orações pelo restabelecimento de sua saúde. Sendo ele um homem público e honrado, um metalúrgico que reescreveu a História recente de nossa sociedade, merece a comoção de todos, independentes da existência de barreiras política, ideológica ou religiosa.

Lamentavelmente, as redes socias foram tomadas por um enorme número de covardes escondidos em nomes "fakes" ultrapassaram os limites da burrice e ddo ódio, agindo como animais raivosos até desejaram a morte de Lula. Mas, se considerarmos que o futuro é incerto e a vida é tão frágil, leva-me a pensar o que será que a vida poderá reservar para esses débeis mentais? São criaturas dignas de pena.

A doença do Lula poderia despertar um período de maior tolerância e respeito entre as pessoas e sua lideranças, uma época em que a humildade, a ética e a solidariedade poderiam se contrapor à arrogância típica dos covardes.

Gilberto Dimenstein, 54, disse no Editorial da Folha ter sentido um misto de vergonha e enjoo ao receber centenas de comentários de leitores para a sua coluna sobre o câncer de Lula. Segundo ele foi uma enxurrada de ataques desrespeitosos, desumanos, raivosos, mostrando prazer com a tragédia de um ser humano. Podendo isso sinalizar algo mais profundo.

Para Gilberto, Lula teve muitos problemas e merece ser criticado por muitas coisas, a começar por uma conivência com a corrupção. Mas não foi um ditador, manteve as regras democráticas e a economia crescendo, investiu como nunca no social.

No caso de seu câncer, tratou a doença com extrema transparência e altivez. É um caso, portanto, em que todos deveriam se sentir incomodados com a tragédia alheia.

Dimenstein concluiu dizendo: “Minha suspeita é que a interatividade democrática da internet é, de um lado um avanço do jornalismo e, de outro, uma porta direta com o esgoto de ressentimento e da ignorância.”

Isso significa que um dos nossos papéis como jornalistas é educar os eleitores a se comportar com um mínimo de decência. Concluiu ele.

Força companheiro Lula, o Brasil precisa de você.

31 de outubro: o dia de Carlos Drummond de Andrade


Carlos Drummond de Andrade, nascido no dia 31 de outubro de 1902, Itabira, Minas Gerais, cidade cuja memória viria a permear parte de sua obra.

Atendendo a insistência da família em graduar-se deixou para trás sua cidade natal e partiu para estudar em Friburgo e Belo Horizonte. Trabalha em Belo Horizonte como redator em jornais locais até mudar-se para o Rio de Janeiro, em 1934.

Em 1930, seu livro "Alguma Poesia" foi o marco da segunda fase do Modernismo brasileiro. O autor demonstrava grande amadurecimento e reafirmava sua distância dos tradicionalistas com o uso da linguagem coloquial, que já começava a ser aceita pelos leitores.

Drummond também falava sobre temas como o desajustamento do indivíduo, ou as preocupações sócio-políticas da época, como em “A Rosa do Povo” (1945). Apesar de trabalhar com temas fortes, ele sempre conseguia encontrar leveza para manter sua escrita com humor e uma sóbria ironia.

Quando faleceu, em agosto de 1987, já havia destacado seu nome na literatura mundial. Com seus mais de 80 anos, considerava-se um "sobrevivente", como destaca no poema "Declaração de juízo".
Carlos Drummond de Andrade deixou uma vasta obra.

Drummond também falava sobre temas como o desajustamento do indivíduo, ou as preocupações sócio-políticas da época, como em “A Rosa do Povo” (1945). Apesar de serem temas fortes, ele conseguia encontrar leveza para manter sua escrita com humor e uma sóbria ironia.

O Poeta Drummond faleceu aos 84 anos, em 17 agosto de 1987, no Rio de Janeiro, destacado na literatura mundial deixou uma vasta obra. E, aos 80 anos, considerava-se um "sobrevivente", como destaca no poema "Declaração de juízo".



Mãos Dadas

Não serei o poeta de um mundo caduco.
Também não cantarei o mundo futuro.
Estou preso à vida e olho meus companheiros.
Estão taciturnos mas nutrem grandes esperanças.
Entre eles, considero a enorme realidade.
O presente é tão grande, não nos afastemos.
Não nos afastemos muito, vamos de mãos dadas.

Não serei o cantor de uma mulher, de uma história,
não direi os suspiros ao anoitecer, a paisagem vista da janela,
não distribuirei entorpecentes ou cartas de suicida,
não fugirei para as ilhas nem serei raptado por serafins.

O tempo é a minha matéria, o tempo presente, os homens presentes,
a vida presente.

Carlos Drummond de Andrade

domingo, 30 de outubro de 2011

Como seria um Brasil sem Lula?


Do Luis Nassif Online

Agora que as notícias dão conta da boa perspectiva de restabelecimento do Lula, é curioso debruçar nas análises apressadas sobre uma era pós-Lula.

Aliás, chocante a maneira como algumas comentaristas celebraram a doença de Lula. Até nos ambientes mais selvagens - das guerras, por exemplo - há a ética do guerreiro, de embainhar as armas quando vê o inimigo caído, por doença, tragédia ou mesmo na derrota. Por aqui, não: é selvageria em estado puro.

A analista-torcedora supos que, com a doença de Lula, haveria uma mudança radical no quadro político. Sem voz, Lula seria como um Sansão sem cabelos. Sem Lula, não haveria Fernando Haddad. Sem contar os diagnósticos médico-políticos-morais, de que Lula foi castigado por sua vida desregrada. Zerado o jogo político, concluiu triunfante.

Num de seus discursos mais conhecidos, Lula bradava para a multidão: "Se cortarem um braço meu, vocês serão meu braço; se calarem a minha voz, vocês serão minha voz...".

Qualquer tragédia com Lula o alçaria à condição de semideus, como foi com Vargas. O suicídio de Vargas pavimentou por dez anos as eleições de seus seguidores. É só imaginar o que seriam os comícios com a reprodução dos discursos de Lula. Haveria comoção geral.

A falta de Lula seria visível em outra ponta: é ele quem segura a peteca da radicalização. Quem seguraria suas hostes, em caso da sua falta? Seu grande feito político foi promover um pacto que envolveu os mais diversos setores do país, dos movimentos sociais e sindicais aos grandes grupos empresariais. E em nenhum momento ter cedido a esbirros autoritários, a represálias contra seus adversários - a não ser no campo do voto -, mesmo sofrendo ataques implacáveis.

Ouvindo os analistas radicais, lembrando-se da campanha passada, como seria o país caso Serra tivesse sido eleito? É um bom exercício. Não sobraria inteiro um adversário. Na fase Lula, há dois poderes se contrapondo: o do Estado e o da mídia e um presidente que nunca exorbitou de suas funções. No caso de Serra, haveria a junção desses dois poderes, em mãos absolutamente raivosas, vingativas.

Ao fechar todos os canais de participação, Serra sentaria em cima de uma panela de pressão. Sem canais de expressão, muitos dos adversários ganhariam as ruas. Sem a mediação de Lula, não haveria como não resultar em confrontos. Seria uma longa noite de São Bartolomeu.

Essa teria sido a grande tragédia nacional, que provavelmente comprometeria 27 anos de luta pela consolidação democrática.

Autor:
Luis Nassif

quinta-feira, 27 de outubro de 2011

System of a Down e Dilma, veja o vídeo abaixo



A popularidade da presidenta Dilma tornou-se uma coisa impressionante, com altíssimo índice de popularidade confirma em pesquisas recente, no mês de setembro conforme CNI/Ibope, 71% aprovaram Dilma Rousseff à frente do governo. Agora ela tornou-se um “Hit Parade” nas páginas das redes sociais.

Leonardo Bursztyn, o DJ Faroff, através de uma junção da música 'Chop Suey', da banda System of a Down, aliado aos fragmentos de um discurso da presidente do Brasil foi criado o 'System Of a Dilma'. O vídeo se tornou um Hit e se espalhou rapidamente na internet e também está fazendo sucesso.

Fernando Morais fala sobre a situação de Cuba



Na semana em que a Assembleia Geral da ONU exigiu pelo vigésimo ano o fim do embargo americano imposto a Cuba há meio século, com resolução aprovada por uma maioria esmagadora de 186 países favoráveis e apenas dois contra (Estados Unidos e Israel) e três abstenções.

É sempre bom lembrar que o embargo constitui uma violação massiva e sistemática dos direitos humanos de todo um povo, que infringi também os direitos e a soberania de muitos outras Nações quando renega as decisões da ONU.

Autoridades cubanas afirmam que o embargo tem causado danos econômicos que atingem os 975 mil milhões de dólares, constituindo assim um dos maiores obstáculos para o desenvolvimento de Cuba.

Fernando Morais jornalista e escritor, talvez o brasileiro que mais conhece a realidade cubana, em debate com o jornalista Fernando Mitre, sobre a situação de Cuba, no Canal Livre da Band, fala sobre as conseqüências do bloqueio e, mesmo assim, dos avanços e conquistas socais e humanas obtidas pelo povo cubano nos últimos 50 anos, coisas que até para mesmo os americanos parecem utopias, principalmente nos dias atuais.

TSE vê ilegalidade e cassa propaganda do PSDB


O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) acatou as representações de autoria do PT, que questionavam o uso da propaganda nacional do PSDB e, após julgá-las determinou na quarta-feira (26), por unanimidade, a suspensão do primeiro programa nacional do PSDB que seria veiculado na primeira metade de 2012 e de 12,3 minutos de inserções de TV previstas para ir ao ar neste final de ano e no ano que vem.

O TSE decidiu punir o partido ao concluir que a propaganda veiculada pela sigla no primeiro semestre de 2010 foi usada para promover antecipadamente a candidatura de José Serra, que disputou no ano passado a Presidência da República. O programa mencionava as obras realizadas por Serra quando governador de São Paulo ou, para dizer que ele era um político que “tinha história” para mostrar. Como a lei eleitoral prevê que o espaço é reservado aos partidos para divulgação da atividade das legendas e não para propaganda de candidatos.

Os ministros do TSE julgaram quatro representações de autoria do PT, que questionavam o uso da propaganda nacional do PSDB para mencionar as obras realizadas por José Serra quando governador de São Paulo ou para dizer que ele era um político que “tinha história” para mostrar.

A relatora das ações ministra Nancy Andrighi, entendeu que os episódios caracterizaram propaganda antecipada ilegal, uma vez que as propagandas legalmente só podiam ocorrer depois do dia 5 de julho. Ela também entendeu que o programa nacional foi usado para promoção de imagem pessoal do candidato, o que é vedado por lei. Como conseqüência, além da suspensão do programa, o tribunal também decidiu multar os tucanos em R$ 50 mil e José Serra em R$ 20 mil.

Em suma: será que eles irão pagar?

Fontes: Agência Estado e JB.

quarta-feira, 26 de outubro de 2011

Pesquisa mostra o perfil do trabalho escravo no Brasil


Luiz Antonio Machado, coordenador do projeto da OIT de combate ao trabalho escravo no país, afirma que a Bolsa Família ajuda a reduzir a vulnerabilidade dos trabalhadores porque melhora a alimentação das famílias, mas por si só, não evita que os chefes dessas famílias se submetam a condições degradantes de trabalho, com cerceamento de liberdade.

A pesquisa revelou também que o alto índice de recorrência se deve à falta de alternativas, sobrando nas áreas rurais apenas a “empreitada”. Machado disse que além da equipe de fiscalização não conseguir cobrir todo o país, é preciso que haja maior conscientização. Na maioria das vezes, o trabalhador não denuncia a condição de trabalho que lhe é imposta. Em alguns casos, eles conseguem fugir ou, depois que a empreitada acaba, são liberados sem receber pelo serviço...

Leia matéria completa >>>81% dos escravos de hoje são negros. Não, não somos racistas | Conversa Afiada

Álvaro Dias pode sair do PSDB?


O blogueiro Esmael Morais indica que a briga é feia no ninho tucano. “Adversário político do governador Beto Richa, presidente estadual do PSDB, Álvaro se vê sem espaço na legenda do Paraná. Hoje, por exemplo, o presidente da Assembléia Legislativa, deputado Valdir Rossoni, que é o vice do partido, afirmou em entrevista na rádio BandNews que está a disposição dos tucanos para disputar o Senado”.

Esta “disposição” do fiel aliado do governador é uma punhalada nas costas do atual senador, que afirma que sofre “censura” do grupo de Beto Richa. “Há cinco eu não sou convidado para participar nos programas de TV do PSDB”. Diante dos riscos para sua sobrevivência política, Álvaro Dias sinaliza que deixará o partido de Richa, FHC, Serra e Aécio Neves...

Leia mais >>>Altamiro Borges: Álvaro Dias pode sair do PSDB?

A Honra Reconquistada de Muammar al-Kadafi


Muammar Abu Minyar al-Kadafi caiu combatendo na defesa da independência nacional de sua nação. Resistiu, cidade por cidade, quarteirão por quarteirão, casa por casa, até ficar encurralado com seus derradeiros companheiros e companheiras, feras indomáveis, nos poucos metros de terra líbia livre. Como dissera, enfrentou até a morte, irredutível, a coligação das mais poderosas nações imperialistas ocidentais. Ferido, foi preso, achincalhado, arrastado, torturado e, já moribundo, assassinado.

Em torno dele desencadernava a canalha armada e excitada que se banqueteava, havia semanas, rapinando, executando, violando a população da cidade heróica de Sirte, arrasada por sua resistência à recolonização do país. Sirte, no litoral mediterrânico, com mais de 130 mil habitantes, foi sede de universidade pública, destruída, e do terminal do impressionante rio artificial que retira as águas fósseis do deserto do Saara para aplacar a sede das populações e agricultura líbia.

Nas últimas cidades rebeldes, encanzinados franco-atiradores, homens e mulheres, jovens e adultos, foram calados com o arrasamento pela artilharia pesada dos prédios em que se encontravam. Estradas, portos, centrais elétricas e telefônicas, quartéis, escolas, creches, hospitais, aeroportos, estações televisivas e radiofônicas, a infra-estrutura do país construída nas últimas quatro décadas, foi arrasada por seis meses de ataques aéreos, navais e missilísticos – mais de cinqüenta mil bombas! –, responsáveis por enorme parte dos talvez cinqüenta mil mortos, em população de pouco mais de seis milhões de habitantes.

A lúgubre paz dos cemitérios reina finalmente sobre a Líbia submetida. Quarenta e dois anos após a conquista de sua independência nacional, a Líbia retorna ao controle neocolonial do imperialismo inglês e francês, que se dividiram a hegemonia sobre o país após a 2ª Guerra, que pôs fim à dura dominação colonial da Itália fascista. Tudo, é claro, sob a vigilância impassível da hiena estadunidense.

Em 1969, o então jovem coronel Muammar, com 27 anos, chegava do deserto para comandar o golpe de jovens militares pela independência e unidade da Líbia, animado pelas esperançosas idéias do pan-arabismo de corte nacionalista e socialista. Do movimento surgiu um Estado laico, progressista e anti-imperialista, que nacionalizou os bancos, as grandes empresas e os recursos petrolíferos do país.

Quarenta e três anos mais tarde, Kadafi cai simbolizando os mesmos ideais. Com sua morte, expia dramática e tardiamente sua irresponsável tentativa de acomodação às forças do imperialismo, empreendida após a vitória mundial da contra-revolução liberal.

Quem abraça o demônio, jamais dirige a dança! Foi o movimento de privatizações, de “austeridade”, de abertura ao capital mundial, de apoio às políticas imperialistas na África etc., sob os golpes da crise mundial, o grande responsável pela perda de consenso social de ordem que, no contexto de suas enormes contradições, realizara a mais ampla e democrática distribuição popular da renda petroleira das nações arábico-orientais.

Por décadas, ao contrário do que ocorria com tunisianos, argelinos, egípcios etc., não se viu na Europa um líbio à procura de um trabalho que encontrava em seu país. Ao contrário, o país terminou como destino de forte imigração de trabalhadores da África negra subsaariana, atualmente maltratados, torturados, executados por membros das “tropas revolucionárias” arregimentadas pelo imperialismo, sob a desculpa de serem os “mercenários” de Kadafi.

A intervenção na Líbia não procurou apenas recuperar o controle direto das importantes reservas petrolíferas pelo imperialismo inglês, francês e estadunidense. Objetivou também assentar golpe mortal na revolução democrática e popular do norte da África, mostrando a capacidade de arrasar implacavelmente qualquer movimento de autonomia real. Com uma Líbia recolonizada, espera-se construir plataforma de intervenção regional, que substitua o hoje convulsionado Egito.

A operação líbia significou também conquistas marginais, além do controle do petróleo, da disposição de sufocação da revolução democrático-popular árabe, da construção de plataforma imperialista na região. Enormes segmentos da esquerda mundial, sem exceção de grupos auto-proclamados radicais, embarcaram-se no apoio de fato à intervenção imperialista, defendendo graus diversos da sui-generis proposta de estar com o “movimento revolucionário” líbio e contra o imperialismo que o criara e sustentara. Aplaudiam as bombas que choviam sobre o país, propondo que não sustentavam a intervenção da OTAN!

Para não se distanciarem da opinião pública sobre o governo líbio e os sucessos atuais, construída pela tradicional subordinação e hipocrisia da grande mídia mundial, seguiram na saudação das forças “revolucionárias líbias”, como se não fossem meras criaturas da intervenção imperialista, como demonstraram – e seguirão demonstrando – inapelavelmente os fatos! Os revolucionários líbios não avançaram um metro nos combates sem o aterrador apoio aéreo e a seguir terrestre da OTAN. Em não poucos casos, também como fizera Kadafi nos últimos tempos, procuram consciente ou inconscientemente acomodar-se à besta imperialista.

do blog Correio da Cidadania
Escrito por Mário Maestri, sul-rio-grandense e professor do curso e do Programa de Pós-Graduação em História da UFF.
E-mail: maestri(0)via-rs.net

terça-feira, 25 de outubro de 2011

Caco Barcelos dá uma aula de jornalismo sério e ético para Cantanhede



Trecho do programa jornalístico "Em Pauta" exibido pela Globo News no dia 20 de setembro de 2011, mostra Caco Barcelos respondendo uma pergunta feita pela articulista Eliane Cantanhede sobre a onda de denúncias “jornalísticas” apresentadas ultimamente. Ao responder, Caco dá uma aula de jornalismo sério e ético. Este é o trecho mais polêmico da participação de Caco Barcelos no programa.

Fonte:YouTube

segunda-feira, 24 de outubro de 2011

Sobre a vitória de Cristina Kirshner


Cristina, como é popularmente conhecida na Argentina, foi reeleita para um novo mandato de quatro anos com 53,96% dos votos, seguida por Binner com 16,87%, após 98,25% das urnas apuradas na segunda-feira. Trata-se de uma vitória esmagadora desenhada desde o seu triunfo nas eleições primárias, o que a consolida como líder política e a habilita para um novo mandato de quatro anos a frente da presidência da Argentina.

O favoritismo de Cristina Kirchner não impediu que segmentos podres da imprensa brasileira publicassem artigos discriminatórios e torpes demonstrando desrespeito ao sentimento prévio e pela vontade de escolha do povo argentino. A imprensa daqui a chamou de “caudilhesca”, vinda de “uma província obscura”. No entanto, Cristina que ignora e menospreza o PiG, venceu de “lavada” sem dar a mínima importância para o lado sujo da imprensa de lá e, muito menos para o PiG brasileiro.

Após a divulgação oficial das prévias confirmando a vantagem da presidenta, a Praça De Maio foi o cenário da festa e do apoio para a presidenta reeleita. Cristina apareceu em público e, em um discurso emotivo, convocou a unidade nacional e agradeceu aos 40 milhões de argentinos e a todos os partidos políticos que participaram nas eleições do domingo (23).

Com a vitória, o governo de Cristina passará a ter 116 cadeiras, mais outras 17 de aliados na Câmara baixa, enquanto a social-democrata União Cívica Radical (UCR), segunda força parlamentar, contará com 41 legisladores, segundo os cálculos provisórios. Já no Senado, ela terá 32 cadeiras mais outras seis de aliados, enquanto a UCR terá 17 espaços. Nos dois casos, a presidenta terá facilidade para apresentar e aprovar seus projetos.

O fato de Cristina Kirchner e Hermes Binner terem somado 70% dos votos argentinos confirma ainda, a evidência da consolidação da centro-esquerda no cenário sul-americano. Uma espécie de sepulcro para os tempos do neoliberalismo desenfreado. A rede ideológica que unifica os governos de esquerda e centro-esquerda na América do Sul passa pelo Uruguai, Peru, Argentina, Paraguai e Brasil, somada aos governos de uma esquerda mais dura no Equador, Bolívia e Venezuela.

Sejamos justos, foi show de bola tornar-se a primeira mulher do continente a conseguir uma reeleição presidencial, obtendo o maior percentual de votos desde o retorno da democracia argentina. Além disso, foi satisfatório calar a boca da velha mídia que emprega mecanismos ideológicos obscuros, com os quais tentam passar seus interesses particulares como se fossem os interesses gerais da população de um País.

O Globo publicou que Cristina Kirchner se elegeria por aquilo que, chamou de “feel good factor“, isto é, a sensação de bem-estar dos argentinos com seu governo. De certa forma haveria verdade na afirmação, desde que reformulada e acrescida da palavra consciência, o correto então seria: a sensação de consciência plena de bem-estar dos argentinos com relação ao seu governo.

Um exemplo dessa consciência é o voto de D. Silvia, postado por Fernando Brito/Sitio do Brizola Neto


A argentina Silvia Susana Sosa, de 50 anos, mãe de quatro filhos, disse que votou na presidente Cristina Kirchner porque quer a “continuidade” da gestão que começou em 2003 quando o ex-presidente Nestor Kirchner assumiu a Presidência.

Cristina foi reeleita na Argentina no domingo para mais um mandato de quatro anos.

“Com eles (os Kirchner) eu pude comprar um terreno para construir, pela primeira vez, uma casa para mim e para meus filhos. Eu tenho dois empregos. Trabalho numa casa de família e faço limpeza no hospital Rivadavia, aqui da capital”, disse Silvia.

Os filhos mais velhos, gêmeos de 23 anos, também votaram pela reeleição da presidente.

“Os dois também estão trabalhando e é por isso que votaram nela”, disse.

Ela afirmou que ficou desempregada na histórica crise de 2001 e 2002, pouco antes da posse de Kirchner.

“Na crise, meus patrões ficaram com o dinheiro preso no banco (numa espécie de congelamento dos depósitos) e não tinham como me pagar. Fiquei sem trabalho naquela época. Agora não”, disse.

Ela afirmou lamentar que a mãe, de 78 anos, tenha morrido antes da medida lançada pelo atual governo que incluiu na cobertura da previdência estatal aquelas pessoas que não trabalharam com carteira assinada.

“Já pensou, ela estaria muito feliz com esta medida social do governo”, diz.

Segundo Silvia, que é da província de Santiago del Estero, mas atualmente mora em Buenos Aires, ela, a mãe e os filhos quase passaram fome na crise de 2001.

“Ninguém queria assumir a Presidência porque o país estava quebrado. Mas veio o Kirchner, as coisas melhoraram e agora surgiram vários candidatos da oposição. Estava claro que iam perder”, disse.

Ela afirmou ainda que graças ao acesso ao crédito já comprou eletrodomésticos para a casa que está construindo.

E a inflação?

“Existe inflação sim. Mas ela é culpa dos empresários que aumentam os preços porque querem prejudicar o governo”, respondeu.

Terremoto na Turquia deixa centenas de mortos


Um terremoto de 7,2 graus de magnitude atingiu no domingo a província oriental turca de Van, localizada leste da Turquia, próximo ao Iraque, deixou 264 mortos e 1.300 feridos, segundo o mais recente registro oficial divulgado pela imprensa internacional nesta segunda-feira. No entanto, segundo autoridades, o número de vítimas ainda não é definitivo e pode aumentar, pois muitos permanecem soterrados em prédios destruídos pelo abalo.

Observatórios afirmam que pequenos terremotos são um acontecimento quase diário na Turquia. Mas, dois grandes terremotos em 1999 deixaram mais de 20 mil mortos no noroeste do país e, em maio deste ano, um tremor deixou dois mortos e 79 feridos em Simav, também no noroeste.

Mustafa Erdick, chefe do observatório Kandili, a agência sismográfica da Turquia afirmou que o tremor ocorreu "muito perto da superfície", a apenas 5 km de profundidade. Por isso, foi sentido como um terremoto de 8 ou 9 graus de magnitude.


O gabinete oficial de situações de emergência registrou 970 edifícios desabados na região da catástrofe, causando danos generalizados.
A maior parte das mortes ocorreu na província de Van, nas cidades de Van e de Ercis, cidades mais próximas ao local do epicentro, equipes de resgate trabalham ininterruptamente à procura de possíveis sobreviventes em meio aos escombros.

O primeiro-ministro da Turquia, Recep Tayyip Erdogan, pediu aos cidadãos que "não entrem em prédios danificados", devido ao perigo de réplicas, como o de magnitude 5,6 registrado dez horas após o tremor principal.

Foto: Reuters
Com informações de agências internacionais.

domingo, 23 de outubro de 2011

Mandante do assassinato de Dorothy Stang terá regime semiaberto


Um dos condenados pela morte [pelo assassinato] da missionária norte-americana Dorothy Stang, o fazendeiro Vitalmiro Bastos Moura, o Bida, obteve na Justiça o direito a cumprir pena em regime semiaberto.

Bida foi condenado, em 2005, a 30 anos de prisão sob acusação de ser um dos mandantes do assassinato de Dorothy. Ele está preso em uma penitenciária em Belém.

O benefício foi concedido na sexta-feira, dia 21...

Veja matéria completa >>>> Blog Limpinho e Cheiroso: Impunidade: Mandante do assassinato de Dorothy Stang terá regime semiaberto

sábado, 22 de outubro de 2011

Direitos das mulheres: Uma farsa para Saudita ver


Recentemente, o ditador Abdullah da Arábia Saudita (que para a mídia tradicional permanece como um democrático e correto rei) concedeu de forma absolutamente benevolente o direito de votar e ser votada para as mulheres de seu país.

O tratamento dado a Abdullah combina com a simpatia demonstrada pela mídia o ditador – ou “presidente” – do Iêmen, Ali Saleh, que ainda não caiu em desgraça com os EUA, o parâmetro para simpatias ou antipatias midiáticas. Tratamento que diverge do dado a Bashar al Assad e Kadafi, que rapidamente viraram ditadores sanguinários.

Palmas e comemorações de parte da imprensa, elogios vindos de aliados e, claro, efusivas congratulações por parte dos EUA, que insistem em levar democracia aos inimigos, mas nunca aos amigos...

Veja matéria completa>>>Blog do Tsavkko - The Angry Brazilian: Direitos das mulheres: Uma farsa para Saudita ver:

sexta-feira, 21 de outubro de 2011

A reação orgástica de Hillary Clinton ao saber da morte de Kadafi


Ao receber a notícia da captura e assassinato Kadafi pela CNN americana, enquanto se preparava para dar uma entrevista em Kabul, no Afeganistão, a Secretária de Estado Hillary Clinton teve uma reação orgástica perceptível, fato que foi mostrado pela CNN para o mundo inteiro.

A Estranha forma de prazer.

O cinegrafista capta os preparativos para a entrevista, quando um de seus assessore passa o Blackberry à Secretária. Ela aperta os olhos, pois estava sem óculos, lê a notícia por um instante e reage, impulsivamente!
numa demonstração de prazer exclama WOW!

Uma voz diz que Kadafi pode estar morto. Hillary sorri e diz: são informações não confirmadas de que Kadafi morreu. Já houve outros informes não confirmados,antes.
Dessa vez, ele morreu.
WOW !



O presidente do Parlamento Europeu comentou, esta quinta-feira, que, a confirmarem-se as "notícias referentes a Kadafi", trata-se de "um dia há muito desejado para a Líbia", que agora pode finalmente "virar a página".

Infelizmente, boa parte dos líderes mundiais parecem ficar possuídos de uma mórbida alegria com este tipo de atitude. Não é para menos, depois que os líderes do governo americano arquitetaram e comemoram a morte de Saddam Hussein, Osama Bin Laden e agora de Muammar Kadafi. Segundo eles, o objetivo é promover a libertação dos povos em seus respectivos territórios, mas sabemos que agora o caminho está livre para que a Líbia também seja saqueada por europeus e americanos.

O rancoroso Arthur Virgílio ataca o PCdoB e Dilma


O ex-senador tucano Arthur Virgílio, o mesmo que prometeu dar “uma surra” no presidente Lula, acabou levando uma surra dos eleitores amazonenses em outubro passado. Agora, raivoso como sempre, ele afirma que as acusações sem provas do policial João Dias “atingem, em cheio, Orlando Silva e o PCdoB”.

A atitude rancorosa do tucano derrotado em relação aos comunistas tem uma explicação. Afinal, ele se considerava imbatível no Amazonas, tinha o apoio dos poderosos da região e da maior parte da mídia. Mesmo assim, foi derrotado pela candidata do PCdoB, Vanessa Grazziotin, na eleição para o Senado. O metido a valentão até hoje não engoliu a surra. Seu ressentimento é patético! Seu anticomunismo beira o fascismo!

Leia mais aqui>>>Altamiro Borges: Arthur Virgílio ataca o PCdoB e Dilma:

Imagem: reprodução
Fonte: Blog do Miro

quinta-feira, 20 de outubro de 2011

Visita da presidenta Dilma fortalece cooperação Brasil – Moçambique


Em sua primeira visita oficial à África, a presidenta Dilma Rousseff visitou hoje (19) Maputo, capital de Moçambique, país africano em que o Brasil mantém o leque de projetos de cooperação mais diversificado. No início da manhã, a presidenta participou de cerimônias alusivas aos 25 anos do falecimento do ex-presidente e herói da independência Samora Machel. No Monumento aos Heróis Moçambicanos, Dilma Rousseff prestou homenagem ao primeiro presidente do país.

Em seguida, reuniu-se com investidores brasileiros e participou de almoço oferecido pelo governo moçambicano. À tarde, foi recebida pelo presidente Armando Guebuza. De lá, a presidenta segue para Luanda, na Angola, onde encerra amanhã a visita à África.

Durante o encontro, segundo nota do Itamaraty, Dilma Rousseff e Armando Guebuza iniciaram negociações para a assinatura de um novo acordo de cooperação técnica entre Brasil e Moçambique. Trataram, ainda, da diversificação da matriz energética dos países do Sul em desenvolvimento, para lhes conferir maior flexibilidade e independência em suas políticas de energia e desenvolvimento econômico sustentável.

No plano internacional, os presidentes abordaram questões relacionadas à cooperação Sul-Sul e à governança global, defenderam a reforma de organismos multilaterais, reconheceram a importância da Conferência das Nações Unidas sobre Desenvolvimento Sustentável (Rio+20), que será realizada em junho de 2012 no Brasil, e expressaram preocupação com a crise financeira internacional. Nesse sentido, ainda de acordo com o MRE, concordaram que o G20 deve voltar a demonstrar capacidade de resposta conjunta frente à atual situação econômica mundial, como aconteceu em 2008.

Cooperação - Em Moçambique, o Brasil apoia iniciativas nas áreas de saúde, como a produção de antirretrovirais; educação e formação profissional, com destaque para a Universidade Aberta do Brasil, que atende atualmente a cerca de 600 alunos em diferentes regiões, e o intercâmbio de 400 estudantes moçambicanos em universidades brasileiras; agricultura, com o projeto Pró-Savana de desenvolvimento nas savanas tropicais, executado em conjunto com o Japão; e formação profissional. A cooperação brasileira naquele país deve absorver, entre 2010 e 2013, cerca de US$ 70 milhões.

Um dos objetivos da visita da presidenta a Moçambique é também ampliar as relações bilaterais e fortalecer o comércio entre os países. Nos últimos anos, os investimentos brasileiros em Moçambique cresceram de modo significativo na exploração mineral e nos setores de logística e energia. Se, entre janeiro e agosto de 2010, o comércio bilateral foi de US$ 25 milhões, no mesmo período de 2011, superou a marca dos US$ 60 milhões. Destaque para os setores de carnes, veículos, caldeiras, máquinas e tabaco.



A presidenta Dilma Rousseff participou das homenagens a Samora Machel, primeiro presidente, falecido há 25 anos. A presidenta visitou o Monumento aos Heróis Moçambicanos, onde ofereceu flores ao herói da independência do país.

Fonte: http://blog.planalto.gov.br
Foto: Roberto Stuckert Filho/PR

Beto Richa concedeu aumento de até 128% para cargos comissionados


Sorrateiramente, na véspera do último feriado, Beto Richa concedeu reajustes que variam de 63% a 128% e beneficiam cerca de 4 mil pessoas que têm cargo de comissão, fruto de indicação dos partidos políticos que dão “sustentação” ao seu governo.


A equipe financeira de Beto Richa tem reiterado que não podem conceder aumento "real” de salário aos servidores concursados, em reposição as perdas acumuladas por causa da escassez de recursos e do inchaço da folha de pagamento. O dado mais recente, referente a agosto, mostra que o pagamento de pessoal consumiu R$ 8,5 bilhões nos 12 meses anteriores. O limite prudencial, estipulado pela Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF), é de R$ 8,6 bilhões.

Por outro lado, causa estranheza, saber que pela segunda vez em quatro meses, os salários dos servidores com cargos em comissão do governo do Paraná vão ser reajustados. Em julho, os comissionados receberam o mesmo porcentual concedido ao funcionalismo: 6,5%. E, agora na terça-feira passada, véspera de feriado, foi publicado no Diário Oficial o Decreto n.º 2.970/11 com um novo aumento, desta vez bem mais expressivo, variando de 63% a 128%, uma diferença relativamente grande em relação ao concedido aos outros servidores.

O impacto previsto para os cofres públicos será de cerca de R$ 7 milhões a mais na folha de pagamento referente a outubro. Em contrapartida, embora o Governador tenha prometido, ainda em campanha, um aumento de 27% no salário dos professores, até agora a categoria amargo um “aumento” salarial de míseros 5,91%, pagos em suaves parcelas, sendo a última de 2,83%.

O que se percebe então é uma inversão de prioridades, setores fundamentais para o desenvolvimento vão minguar os 5,91%, enquanto os apadrinhados do senhor Beto Richa, terão um final de ano bem melhor que a maioria dos trabalhadores.

Com dados publicados na Gazeta do Povo.

quarta-feira, 19 de outubro de 2011

Orlando Silva tem foi elogiado até por tucanos



Jornalista da Rede Globo, Heraldo Pereira se rende e admite ter se convencido da possível inocência do Ministro Orlando Silva, durante o Pinga Fogo do Jornal da Globo, na madrugada de 19. Segundo ele, depois que líderes dos partidos de oposição saíram da sala da Câmara em que se realiza a audiência com o ministro do Esporte, Orlando Silva, a sessão se transformou em uma competição de elogios. Deputados de diversos partidos fizeram as mais diferentes declarações de apoio ao ministro.

O líder do PT, Paulo Teixeira (SP), foi um dos primeiros a elogiar Orlando. "Quando li a reportagem da revista Veja me somei com seu sofrimento. Foi importante acompanhar a combatividade, o aguerrimento na defesa não só do seu programa, mas da sua honra". O líder do PMDB, Henrique Eduardo Alves (RN), manifestou apoio e aproveitou para concluir dizendo que esperava que o PMDB fosse mais bem tratado pelo Ministério no futuro.

Os elogios não foram recebidos apenas de integrantes da base aliada. O deputado Carlos Sampaio (PSDB-SP) destacou a atuação de Orlando de buscar dar esclarecimentos e lembrou que o ministro já tinha ido bem quando foi acusado de irregularidades em relação a gastos com cartões corporativos. "A postura de vossa excelência bate com o que espero de um ministro de Estado. Seja pela transparência, seja por sua atitude republicana".

Outro deputado tucano, Fernando Francischini (PSDB-PR), que é delegado da Polícia Federal, logo no início da reunião, destacou não ver culpa nos olhos de Orlando. "Estou acostumado a ouvir bandido, não vi traço de alguém que recebeu pacote de dinheiro", referindo-se à postura do ministro Orlando Silva. O deputado paranaense chegou a questionar Orlando sobre algumas ações da pasta, mas essa sua declaração foi destacada várias vezes por governistas.

Cândido Vaccarezza (PT-SP), líder do governo, mostrou qual a expectativa dos aliados em relação ao depoimento do ministro. "A fala de vossa excelência aqui encerra este debate. Quero que volte outras vezes para falar da Copa e das Olimpíadas".



O Ministro Orlando Silva, durante a sua fala foi enfático em afirmar que aquele que acusa, o policial militar João Dias Ferreira, é um "desqualificado", "criminoso" e mente. Acrescentou: "Se há o que denunciar, faça e prove o que diz”. Até aqui, esse desqualificado não provou. Não provou porque não tem provas. Quem tem provas do malfeito dele sou eu, que estão aqui", disse o ministro, brandindo, sob os aplausos de deputados, papeis do processo judicial ao qual João Dias Ferreira responde por suposto desvio de verba pública e enriquecimento ilícito.

O ministro disse ter colocado à disposição da Procuradoria Geral da República (PGR) os sigilos fiscal, bancário e telefônico para que possa ser feita a apuração do caso. "Está tudo aberto", afirmou Silva, que já solicitou junto à PGR a instauração de uma investigação.

Com informações do G1/jornal da Globo, dia 18

Beto Richa censura Dilma na tevê estatal do povo paranaense.


Na passagem da presidenta Dilma por Curitiba para assinar convenio e anunciar o repasse de dinheiro para o metrô da cidade, houve uma demonstração clara da visão pequena, tacanha e raivosa do governador Beto Richa e de sua assessoria.

A TV Educativa, emissora estatal, pertence na verdade ao povo do Paraná e, tal atitude quebra todas as regras recomendadas pela ética. Foi transmitido o discurso do Governador tucano e do prefeito apoiado por ele nas próximas eleições e, estranhamente, sem qualquer justificativa cortou a transmissão do discurso da Presidenta do País.

Uma atitude deplorável por parte da direção da emissora, que é aparelhada por gente da direita, que sem nenhum escrúpulo achou que não era conveniente respeitar ao que recomenda o cerimonial e a hierarquia, bastava que o representante tucano local falasse.

O fato foi uma demonstração de como funciona a cabeça pequena de nossos mandatários estaduais. Bem, quanto aos recursos do governo federal, não houve nenhuma recusa ou retaliação por parte da tucanalha paranaense.

Veja mais >>>>Governador tucano censura Dilma na tevê estatal. Já imaginou o Cerra ? | Conversa Afiada

terça-feira, 18 de outubro de 2011

No Brasil, Silvio Santos é mais admirado que Jesus Cristo


O Portal do Yahoo publicou no dia 17, pesquisa que eleva Silvio, para a condição de “Santo”. De acordo com a pesquisa realizada pelo instituto inglês Future Poll, para a Johnnie Walker, o apresentador Silvio Santos, 80 anos, é a personalidade mais admirada pelos brasileiros, à frente de Jesus Cristo.

Como dizem aqui no interior onde eu moro: É melhor ouvir isso, do que ser surdo...

Segundo a publicação, o chefão e apresentador do SBT, superou ainda o empresário Bill Gates (segunda posição), o ex-presidente Lula (terceira) e a atriz Angelina Jolie (quarta). Jesus aparece em quinto lugar, seguido pelo empresário Eike Batista, o piloto de Fórmula 1 Ayrton Senna, o ex-jogador Ronaldo, o líder pacifista indiano Gandhi e Pelé.

Para a pesquisa, foram ouvidos mil homens e mulheres entre 25 a 45 anos. O estudo também apontou que 68% dos entrevistados não acredita que ser bem-sucedido na vida está diretamente ligado a acumular uma fortuna.

Além disso, o Brasil é o que mais valoriza a inteligência entre todos os países pesquisados, com uma média de 80% dos entrevistados, ante 67% do restante. Ainda de acordo com a pesquisa, 64% acreditam que é importante que os precursores de qualquer campo sejam inovadores.

Como sou um descrente confesso, não me importa a ordem em que Jesus aparece, mas, ao considerar que estamos numa nação de maioria católica, faz com que as informações apresentadas me pareçam completamente irreais.

O outro aspecto contraditório, é a afirmação de que o Brasil é o país que mais valoriza a inteligência entre todos os povos pesquisados, com uma média de 80% dos entrevistados. No entanto, diante da ordem classificatória e do quadro de “popstars” apresentados, me pareceu que o quesito inteligência entre os entrevistados tornou-se algo altamente questionável.

Há alguns anos atrás, houve uma tentativa grotesca da direita reacionária, no sentido de lançarem o nome de Silvio Santos candidato a presidente do Brasil. Será que estão tentando novamente reeditar o “mito” na tentativa desesperada de terem um nome para concorrer nas próximas eleições?

Com informações da Container Conteúdo/Yahoo.

segunda-feira, 17 de outubro de 2011

O uso de camisinhas e a Igreja Católica


O reitor do Santuário Nacional de Aparecida pediu ao ministro da Saúde que não distribua camisinhas nas escolas públicas, afirma o Painel da Folha de S. Paulo do dia[13].

Sabedoria divina que arrepia. Até porque, como todos sabemos, jovens só fazem sexo por causa do preservativo grátis. Sim, ela, a camisinha, é a responsável por tirar da inocência milhões todos os anos. Sem a dita, viveriam uma vida de castidade, dedicada às boas causas. Mas não! Enquanto o pecado em forma de látex lubrificado estiver à espreita de nossos adolescentes, feito o Tranca-Rua, o Tinhoso, o Cramulhão mangando Jesus no deserto, não haverá paz.

E o Estado, ao distribuir essas sementes da luxúria, é como a serpente que ofereceu o fruto da árvore proibida à Eva, levando ao conhecimento do bem e do mal. Pobre Adão! Pobres rapazes tirados da castidade por culpa de garotas que repetem o pecado original!

Sem esquecer dos padres acusados de molestar sexualmente de crianças, levados à tentação por conta de anúncios libidinosos de preservativos.

Malditas sejam todas as camisinhas! Antes delas, não havia sexo antes do casamento, muito menos cópula que não fosse com o sagrado intuito da procriação.

Com base no doce raciocínio do clérigo, proponho algo revolucionário: fechar as fábricas de preservativos. Jontex, Olla, Preserv, Blowtex… Isso acabaria com todas as doenças sexualmente transmissíveis, como a Aids, noves fora os filhos indesejáveis.

Enfim, vamos entregar a questão da saúde pública aos cuidados da Igreja Católica. Certamente, ela terá a coragem de pôr em prática ações que o Estado não toma. Os problemas sociais serão resolvidos com base no Código de Direito Canônico e, por que não, na reedição da bula Cum ad nihil magis, do Santo Ofício. Por exemplo, condenar médicos que fizerem abortos, mesmo que nos raros casos previstos em lei, a uma eternidade de privações no limbo – já que não se fazem mais fogueiras em praças públicas como antigamente – vai por um ponto final na questão.

Revolucionário, nesse sentido, foi o então arcebispo de Olinda e Recife José Cardoso Sobrinho, que excomungou os médicos envolvidos no aborto legal feito por uma menina de nove anos, 1,36 m e 33 quilos, grávida de gêmeos do padrastro que a estuprava desde os seis anos de idade.

“Os adultos, quem aprovou, quem realizou esse aborto, incorreu na excomunhão. A Igreja não costuma comunicar isso. Agora, a gente espera que essa pessoa, em momentos de reflexão, não espere a hora da morte para se arrepender”, disse em 2009. Amém.

O mesmo vale para o uso – e, quiçá – distribuição gratuita de preservativos. O arcebispo da Paraíba, Aldo Pagotto, suspendeu o deputado federal e padre Luiz Couto (PT-PB) de suas funções como sacerdote porque ele defendeu o uso da camisinha e os homossexuais.

Enfim, tudo isso seria engraçado, apenas fait divers em colunas de jornais se, em épocas de eleições, os candidatos não vendessem sua alma à igreja na busca por votos, prometendo em troca a manutenção do controle simbólico sobre o corpo dos cidadãos.

Fonte: Blog do Leonardo Sakamoto

domingo, 16 de outubro de 2011

O ministro Orlando Silva na mira da Veja


Qual a relação entre a Revista Veja e um ventilador?

A finalidade primeira de um ventilador é abrandar a onda de calor, podendo também ser usado para outras finalidades, no caso da referida revista, como dizem: Sob a tutela da direita, sua finalidade é jogar merda no ventilador para que respingue excremento fecal por todos os lados.


Agora, a revista resolveu investir contra o ministro dos Esportes, Orlando Silva (PCdoB). Para isso, abriu espaço em suas páginas ao policial militar João Dias Ferreira, preso em 2010 por corrupção. Na “reporcagem”, ele afirma que o ministro participaria de um esquema de desvio de recursos do programa Segundo Tempo, que atende mais um milhão de crianças carentes no Brasil.

A fragilidade da matéria nem precisa ser discutida, já que a mesma não apresenta qualquer prova concreta e se baseia inteiramente nas declarações do policial, os recursos do programa seriam repassados para ONGs, depois destas pagarem uma taxa de até 20% sobre o valor dos convênios. Supostamente o dinheiro seria utilizado como caixa-2 do PCdoB e, também, serviu “para financiar a campanha presidencial de Lula em 2006”.

O que se deve discutir é se o objetivo é tirar a Copa de 2014 do Brasil ou aumentar o placar de ministros que a Veja conseguiu derrubar desde janeiro. Ou, então, se tudo isso não faz parte de projeto maior. No entanto, a revista Carta Capital noticia nesta semana, que ações como a da Veja não passam de “desespero” mas que derruba ministros. É mídia que manipula, a igreja que convoca “Marchas”, as Forças Armadas andam “vigiando comunistas” como há cerca de meio século. Na verdade tem um cheiro de 1964 no ar e, que vai ficando cada vez mais forte…

Do sítio de Ministério do Esporte:

O ministro do Esporte, Orlando Silva, pediu ao ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, que a Polícia Federal investigue denúncias feitas pelo Sr. João Dias em entrevista à revista Veja. Orlando Silva espera com isso não deixar dúvidas sobre a falta absoluta de fundamentação das acusações feitas contra ele pelo entrevistado. “Tenho a certeza de que ficará claro de que tudo o que ele diz são calúnias”, diz o ministro do Esporte.

João Dias, por meio da Associação João Dias de Kung Fu e da Federação Brasiliense de Kung Fu, firmou dois convênios, em 2005 e 2006, com o Ministério do Esporte, para atendimento a crianças e jovens, dentro do Programa Segundo Tempo. Como não houve cumprimento do objeto, não só o Ministério determinou a suspensão dos repasses, como o ministro Orlando Silva determinou em junho de 2010 a instauração de Tomada de Contas Especial, enviando todo o processo ao TCU. O ministério exige a devolução de R$ 3,16 milhões, atualizados para os valores de hoje.

A avaliação do ministro do Esporte é de que foi esse o motivo para João Dias fazer agora acusações de desvios de verbas do Segundo Tempo por um suposto esquema de corrupção no Ministério. Orlando Silva afirma com veemência ser caluniosa a afirmação de João Dias de que houve entrega de dinheiro nas dependências do Ministério e pretende tomar medidas legais. João Dias já é réu em ação civil pública proposta pelo Ministério Público Federal, em decorrência das irregularidades na execução dos convênios denunciadas pelo Ministério do Esporte.

Em nenhum momento, o Ministério “amenizou” qualquer comunicado a Polícia Militar, como dá a entender o Sr. João Dias em entrevista a revista. Apenas considerou o rito do devido processo legal, que estabelece o direito de defesa do acusado. O comunicado final ao Batalhão da PM explicitou exatamente o que foi a medida tomada pelo Ministério do Esporte - a instauração de Tomada de Contas do TCU e pedido de devolução de recursos e demais medidas reparatórias cabíveis contra a ONG e o Sr. João Dias.

O Programa Segundo Tempo, que atende a mais de um milhão de crianças e jovens em todo o Brasil, é permanentemente auditado pelos órgãos de controle e qualquer denúncia consistente de irregularidade é apurada. O ministro Orlando Silva, desde que assumiu o Ministério, determinou o aperfeiçoamento constante do projeto, tanto do seu alcance como da forma de celebração dos convênios para sua execução. Em setembro passado, houve uma chamada pública, e a seleção final apenas contemplou entes públicos.

Com informações do Blog Tijolaço, Carta Capital e Blog do Miro

sábado, 15 de outubro de 2011

IGREJA CORRUPÇÃO E HIPOCRISIA


No Velho Testamento (Gênese 6:9 e 7:1) - Consta que Deus salvou Noé do dilúvio, não porque ele fosse um modelo de virtude, mas porque era "irrepreensível entre as pessoas do seu tempo" - Noé, tinha defeitos, mas as qualidades superavam. Conclusão: "você não precisa ser perfeito, para ser bom"...

Veja mais>>>>>>>>
IGREJA CORRUPÇÃO E HIPOCRISIA

quinta-feira, 13 de outubro de 2011

Cristóvão Colombo e a "descoberta" da América


Cristóvão Colombo era um homem de um tempo de transição, que ainda guardava características do homem medieval: apegado aos preceitos Bíblicos, respeitava a Inquisição e acreditava na ideia de que era necessário "civilizar" os povos que encontrara no Novo Mundo.

Em 3 de agosto de 1492, Colombo deixou o porto de Palos, na Andaluzia, Espanha e, comandando uma nau, a Santa Maria, e duas caravelas, Pinta e Nina, em 12 de outubro encontrou a ilha de Guanaani, atual Watlig, no arquipélago das Bahamas. Batizou-a de San Salvador. Em 29 de outubro chegou à costa de Cuba e, a 15 de dezembro, ao Haiti, que chamou de Hispaniola. Em 16 de janeiro do ano seguinte, começou o regresso, mas deixou em Hispaniola cerca de 40 homens.

Então, o que significou o descobrimento da América?

Para os historiadores, as navegações de Colombo provaram a esfericidade da Terra e permitiram que os europeus entrassem em contato com civilizações que desconheciam, abrindo um novo capítulo na história da expansão europeia, marcada pela guerra de extermínio, domínio e escravização que sucedeu ao longo do período colonial, inclusive nas terras que constituíram o Brasil atual.

Veja mais>>>>>A "descoberta" da América

Qual é a verdadeira cara de quem "marchou contra a corrupção"?

Foto: Nelson Antoine/Fotoarena/AE)

A segunda edição da Marcha Contra a Corrupção, realizada na quarta-feira (12), embora amplamente divulgada por setores da imprensa, redes sociais e blogs, contou com uma participação menos numerosa que a primeira edição, realizada no 7 de Setembro.

Realizada no feriado de Nossa Senhora Aparecida, a manifestação nos remete aos anos 60, na Marcha da Família com Deus pela Liberdade, nome comum de uma série de manifestações públicas organizadas por setores conservadores da sociedade brasileira em resposta ao anunciou das Reformas de Base, propostas pelo governo do Presidente João Goulart e, em protestos ao regime comunista vigente em outros países.

Ao ler a publicação de Eduardo Guimarães, no Blog da Cidadania, interessou-me pensar na relação que existente entre esses dois momentos da história do Brasil. Na matéria do Eduardo é possível identificar quem está orquestrando tais manifestações e, acima de tudo os interesses obscuros desse grupo de manifestantes, teóricamente “sem bandeiras partidárias”.

Veja matéria completa>>>>>>>>>>>
Altamiro Borges: Quem "marchou contra a corrupção" em SP:

quarta-feira, 12 de outubro de 2011

Suposto complô iraniano contra sauditas está mais para um dramalhão mexicano.


O governo Obama acusou de forma pública e direta o regime islâmico do Irã de um suposto complô para matar o embaixador saudita em Washington, Adel al Jubeir, mesmo não havendo provas concretas a respeito disso, afirmaram autoridades norte-americanas alertaram Teerã sobre possíveis consequências.

O suposto complô elevou o nível de tensão na volátil região do golfo Pérsico, rica em petróleo e exposta aos interesses europeus e americanos.

O Irã diz que a acusação foi inventada para semear a discórdia na região e, alguns aspectos evidenciam o amadorismo da conspiração “tequila”, envolvendo mexicanos e terroristas desavisados. Tudo leva a crer que é a reedição de outras mentiras americanas para justificar invasões em territórios árabes, ou ainda, pelas circunstancias apresentadas pelos americanos para justificar o suposto fato, a "operação" está mais para um dramalhão digno de Cantinflas, humorista mexicano.

Veja matéria >>>>>>> Altamiro Borges: Armação dos EUA ou loucura do Irã?:

Padre Marcelo Rossi declarou sua ojeriza pelos animais e, segundo ele, os gatos são “traiçoeiros”.


Lembro que li, certa vez, enquanto pesquisava sobre bruxas, um texto do infeliz tratado Malleus Maleficarum, manual de tortura e perseguição notadamente femininas um trecho que fala na transformação de demônios em gatos:

"Há uma cidade na diocese de Strasburg, cujo nome é caridade e honrosa para suspender, em que um operário foi um dia cortar alguma lenha para queimar em sua casa. Um grande gato apareceu de repente e começou a atacá-lo, e quando ele estava dirigindo-o, outro ainda maior veio e atacou-o com o primeiro mais ferozmente. E quando ele tentou mais uma vez afastá-los, eis que os três juntos o atacou, pulando em sua face, e mordendo e arranhando suas pernas...”

Mais adiante, o texto explicita que os gatos em questão eram na verdade demônios a perseguir o católico lenhador.

A associação de gatos com demônios teve, portanto, sua base nos textos e bulas papais medievais. Em várias outras culturas os gatos variavam de seres divinos à aliados importantes no combate à pragas de todos os tipos.

Certamente, não por acaso, a peste negra coincidiu com o extermínio dos principais predadores dos ratos, numa já açoitada sociedade amedrontada pelas perseguições, fogueiras e atrocidades praticadas pela igreja católica.

Desde quando os gatos selvagens foram domesticados é uma informação que perdeu-se no tempo. O certo é que, aos poucos, tal qual aconteceu com canários belgas e cães, gatos passaram a depender de homens para sobreviver. Mesmo que ainda consigam, de certa forma, “virar-se” fora do ambiente doméstico, é cada vez mais rara a presença de gatos pelas ruas das cidades. E consequentemente, maior a proliferação de ratos, pardais (pássaro exótico, trazido de Portugal que ocupou o lugar das espécies nativas similares.

A mesma igreja, porém, teve em um de seus fiéis um santo que prezava animais, pobres e a natureza.

Isto foi pelos anos de 1200 D.C. quando o filho de um rico mercador italiano e uma francesa renunciou a seus bens e passou a dedicar-se integralmente à vida religiosa. Rezam as lendas criadas depois de sua morte e santificação, que ele falava com os pássaros e outros animais, e via na natureza o reflexo de Deus. Mais tarde, Francisco de Assis, nome que ele adotou, foi transformado em patrono e protetor dos animais e da natureza. A data que celebra o santo é ligada ao meio ambiente e à proteção de animais. E as dioceses entenderam esticar a data do santo para uma semana, onde discute maio ambiente e proteção aos animais.

Mas nem tudo, neste outubro, foi celebração.

Em pleno século XXI um padre-cantor católico, ao rezar sua missa (01/10) na semana dedicada ao santo em questão declarou sua ojeriza pelos animais em geral, ao pedir que os fiéis de sua igreja não levassem animais à igreja onde estava. Que, ao invés disso, os fiéis trouxessem os animais para perto do rádio que transmitia a missa, “menos os traiçoeiros gatos”.

Esta atitude revoltou católicos, ateus e praticantes de outras religiões. Ao excluir os gatos de sua suposta benção, padre Marcelo não só demonstrou total falta de sensibilidade, mas também um gritante preconceito supersticioso, bem ao estilo medieval, quiçá buscado em alguma bula papal.

Talvez o padre em questão tenha sido atacado por algum gigantesco gato ao tentar

maltratá-lo. Talvez tenha pesadelos com gatos-demônios a lhe perseguir. Talvez sofra de algum transtorno obsessivo-compulsivo, o que justificaria sua aversão aos bichanos.

Ou talvez seja apenas um arremedo de religioso, com tiques e manias tão cruéis que justifiquem sua perseguição a inocentes animais.

Texto:Regina Abrahão
Fonte:http://www.vermelho.org.br/coluna.php?id_coluna_texto=4309&id_coluna=32

Veado doidão detona ciclista.


Durante uma prova de Mountain Biker na África do Sul, um antílope doidão, ao sentir que seu espaço havia sido invadido resolveu a questão da forma mais “animalesca” possível.

Veja o vídeo abaixo>>>>>>>>>>>

segunda-feira, 10 de outubro de 2011

Lula vira enredo da escola de samba Gaviões da Fiel


O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva já ganhou biografia, virou tema de história em quadrinhos, apareceu como personagem South Park como desenho animado e teve sua vida contada na tela do cinema. Elogiado por Obama e, atualmente laureado em várias partes do mundo pelas relevantes transformações econômicas e políticas ocorridas no Brasil em seu governo, agora Lula será homenageado pelo carnaval de São Paulo.

Na madrugada deste sábado (8), a escola de samba Gaviões da Fiel definiu o seu samba-enredo para o carnaval 2012. Com a aprovação de Lula, a agremiação discutiu durante três meses com assessores do ex-presidente a proposta de homenagem. Segundo a escola, o hino oficial em homenagem ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, corintiano fanático, foi escolhido pela Gaviões da Fiel que será levado para a passarela do Anhembi, com título provisório: "Verás que o filho fiel não foge à luta - Lula o retrato de uma nação".

O carnavalesco Igo Carneiro disse que "o enredo trata de uma figura (ex-presidente Lula) com a qual a nação corintiana se identifica pelo fato do mesmo ser corintiano e pela trajetória de superação. De acordo com Carneiro, a disputa com outros enredos foi acirradas, por causa da qualidade das propostas dos enredos. A decisão, por volta das 5 horas, coube à diretoria, em voto de Minerva. "Queríamos que o samba também fosse um canal de identificação com o torcedor, que o faça cantar na avenida", afirmou Carneiro.

A expectativa agora é de que Lula esteja presente na festa de lançamento das fantasias, com data ainda indefinida e, se possível na avenida durante o Carnaval. O primeiro ensaio do samba-enredo vai ocorrer no próximo fim de semana. Em 2012, o samba da Gaviões da Fiel levará a assinatura dos autores: Grandão, Batata, Netinho, Max, Dentinho, Luciano, Mariano Araújo e Magrão R1. Confira abaixo a letra:


"Vai meu gavião...

Cantando a saga do menino sonhador

Um filho do sertão, cabra da peste... Irmão

Que deus pai iluminou!

Trouxe no sangue a coragem, a fé

O poder regendo seu destino!

Na cidade grande a esperança... O futuro promissor!

Traçou seu o caminho

Cresceu foi à luta... Prá vencer

E o sonho se torna real

Luiz Inácio o operário nacional!

Companheiro fiel... Por liberdade

Na corrente do bem... Contra a maldade!

Elo forte da democracia

A luz da nossa estrela guia!

Viu... No coração do Brasil

Tanta desigualdade

O retrato da realidade

A utopia buscando a dignidade!

Solta o grito da garganta e vem comemorar

A soberania popular

Felicidade...

O povo unido venceu

A cidadania resplandeceu

Uma nova era aconteceu!

Sou da nação, sou valente e festeiro

Corinthiano loucamente apaixonado!

Em oração a São Jorge guerreiro

Peço que o brasileiro seja sempre abençoado!"

Che Guevara: 44 anos da morte de um homem e do surgimento do mito


Ele foi um homem que disse exatamente o que pensava, e que viveu exatamente o que dizia. Assim seria ele hoje. Já não há tantos homens talhados nessa madeira. Aliás, já não há tanto dessa madeira no mundo. Mas há os mortos que nunca morrem. Como o Che. E, dos mortos que nunca morrem, é preciso honrar a memória, merecer seu legado, saber entendê-lo. Não nas camisetas: nos sonhos, nas esperanças, nas certezas. Para que eles não morram jamais. Disse Eduardo Galeano, que conheceu o Che Guevara.


Ernesto Rafael Guevara de la Serna, "Che" Guevara, nascido em 14 de junho de 1928, em Rosário – Argentina, foi um político, jornalista, escritor, médico, aventureiro e revolucionário argentino-cubano.

Guevara foi um dos comandantes que lideraram a Revolução Cubana que levou à implantação do socialismo em Cuba. Ele participou da reorganização do Estado cubano, desempenhando vários altos cargos e funções, principalmente na área econômica, como presidente do Banco Nacional e como Ministro da Indústria, e também na área diplomática, encarregado de várias missões internacionais.

Pela consciência revolucionária estava convencido da necessidade de estender a luta armada revolucionária a todo o Terceiro Mundo, Che Guevara lutou no Congo e impulsionou pelo desejo de ver uma América Latina socialista, instalou grupos guerrilheiros em vários países da América Latina.


No dia 8 de outubro de 1967, um Ernesto Guevara magro, maltratado, isolado do mundo e da vida, com uma perna ferida por uma bala e carregando uma arma travada, se rendeu. Parecendo um mendigo, um peregrino dos próprios sonhos, estava magro, a magreza estranha dos místicos e dos desamparados.

Che foi levado para um casebre onde funcionava a escola rural de La Higuera, uma aldeola perdida nos confins da Bolívia. No dia seguinte foi interrogado. Primeiro, por um tenente e por um coronel, ambos bolivianos, e também por um cubano agente da CIA. Em seguida assassinado de maneira clandestina e sumária pelo exército boliviano.

O escolhido para executá-la foi um soldadinho boliviano, cuja instrução final: não atirar no rosto. Só do pescoço para baixo. Primeiro o soldadinho acertou braços e pernas do Che. Depois, o peito. O último dos onze disparos foi dado à uma e dez da tarde daquela segunda-feira, 9 de outubro de 1967. Quatro meses e 16 dias antes, o Che havia cumprido 39 anos de idade.


Morria o homem e nascia o mito.

Foi considerado pela revista norte-americana Time uma das cem personalidades mais importantes do século XX. Para muitos, Che representa a rebeldia, a luta contra a injustiça social e o seu espírito revolucionário incorruptível ainda embala as grandes manifestações populares.

Seu retrato fotográfico, é uma das imagens mais reproduzidas do mundo e um dos ícones do movimento contracultura. Tanto a fotografia original como as variantes produzidas a partir do seu rosto, têm sido intensamente reproduzidas, para uso simbólico, em grifes, artístico ou publicitário no mundo inteiro.


HASTA SIEMPRE COMANDANTE!



domingo, 9 de outubro de 2011

PSD de Kassab enterra os demos e ameaça tucanos

"Em alguns estados, os demos já queimam no inferno, para desespero do diabo".

Na sexta-feira, 7, terminou o prazo de filiação partidária para quem deseja disputar as eleições municipais de 2012. Superando as expectativas, o recém-criado PSD, do prefeito Gilberto Kassab, atraiu inúmeras lideranças de direita e centro-direita e causou enorme estrago na oposição demotucana...

Veja mais>>>>>>Altamiro Borges: PSD de Kassab enterra os demos:

sábado, 8 de outubro de 2011

Prêmio Nobel reconhece a coragem de três mulheres na luta pela paz


Pela primeira vez na história, o Comitê Norueguês do Nobel decidiu que o Prêmio Nobel da Paz de 2011 será dividido entre três mulheres pelo reconhecimento de suas respectivas lutas pela segurança e pelo direito das mulheres em participar plenamente processo de construção da paz. São elas: a presidente da Libéria, Ellen Johnson Sirleaf, a sua compatriota Leymah Gbowee e a iemenita Tawakkul Karman.
Conheça mais de cada uma das laureadas >>>>>>>.
Prémio Nobel distingue coragem de três mulheres na luta pela paz

quarta-feira, 5 de outubro de 2011

Na Bulgária, Dilma Rousseff é chamada de "dama de ferro global e social"


A presidente Dilma Rousseff desembarcou na Bulgária na terça-feira(04) à noite procedente de Bruxelas. Nesta quarta-feira iniciou uma visita de Estado de dois dias à Bulgária, país de nascimento de seu pai.

Emocionada, Dilma ressaltou que seu vínculo com a Bulgária se dá "por laços de sangue, e pela memória de meu pai", Petar - Pedro no Brasil-, que emigrou do país em 1929 e faleceu no Brasil em 1962.

A presidente brasileira, que foi condecorada por Parvanov com a ordem Stara Planina, a maior distinção da República da Bulgária. Na ocasião foi assinado um acordo de cooperação econômica e outro na área de informática entre os dois países.

Ela deve participar ainda na quarta do fórum econômico Bulgária-Brasil, que terá as presenças de representantes de empresas brasileiras como Petrobras, Vale, Eletrobras, Marcopolo e Embraer. Os representantes da Eletrobras, Petrobras e do Ministério de Minas e Energia farão uma exposição intitulada “Energias renováveis: a experiência brasileira”.

Com enorme e calorosa receptividade pela população e pela a imprensa búlgara, a presidente Dilma está sendo chamada de "Dilma" de "dama de ferro global e social".


Com informações da AFP
(Foto: Roberto Stuckert Filho / Presidência)

terça-feira, 4 de outubro de 2011

Manifestantes protestam contra a ganância capitalista nos EUA


No mesmo sábado em que Barack e Michelle Obama comiam lagosta do Maine em comemoração aos 19 anos de casados, 700 pessoas eram presas em Nova York no protesto chamado “Occupy Wall Street” (Ocupando Wall Street), que está entrando em sua terceira semana.

Os manifestantes, que protestam contra a ganância do sistema financeiro e a acumulação da riqueza nas mãos de poucos, resolveram marchar sobre a Ponte do Brooklin. A marcha ia bem até que os manifestantes fecharam a ponte ao tráfego, provocando a intervenção da polícia que efetuou centenas de prisões.

O objetivo dos ativistas é ocupar a área sul de Manhattan, onde está a famosa Wall Street, com 20 mil pessoas. Todos estão dormindo nas ruas e prometem ficar acampados durante meses, se for preciso...

Clique abaixo para ver matéria completa...
redecastorphoto: Capitalismo repudiado nos EUA: Publicado em 04/10/2011 por Eliakim Araújo

segunda-feira, 3 de outubro de 2011

Uma canção pela unidade da América Latina



Calle 13 - Latinoamérica
Directores Jorge Carmona y Milovan Radovic
Productor Alejandro Noriega
Patria Producciones

Soy... soy lo que dejaron


Soy toda la sobra de lo que se robaron
Un pueblo escondido en la cima
Mi piel es de cuero, por eso aguanta cualquier clima

Soy una fábrica de humo
Mano de obra campesina para tu consumo
frente de frío en el medio del verano
El amor en los tiempos del cólera, mi hermano!
Si el sol que nace y el día que muere
Con los mejores atardeceres
Soy el desarrollo en carne viva
Un discurso político sin saliva
Las caras más bonitas que he conocido
Soy la fotografía de un desaparecido
La sangre dentro de tus venas
Soy un pedazo de tierra que vale la pena
Una canasta con frijoles, soy Maradona contra Inglaterra
Anotándote dos goles
Soy lo que sostiene mi bandera
La espina dorsal del planeta, es mi cordillera
Soy lo que me enseñó mi padre
El que no quiere a su patría, no quiere a su madre
Soy américa Latina, un pueblo sin piernas, pero que camina
Oye!
Coro
Totó La Momposina:
Tú no puedes comprar el viento
Tú no puedes comprar el sol
Tú no puedes comprar la lluvia
Tú no puedes comprar el calor
María Rita:
Tú no puedes comprar las nubes
Tú no puedes comprar los colores
Tú no puedes comprar mi alegría
Tú no puedes comprar mis dolores
Totó La Momposina:
Tú no puedes comprar el viento
Tú no puedes comprar el sol
Tú no puedes comprar la lluvia
Tú no puedes comprar el calor
Susana Bacca:
Tú no puedes comprar las nubes
Tú no puedes comprar los colores
Tú no puedes comprar mi alegría
Tú no puedes comprar mis dolores

Calle 13
Tengo los lagos, tengo los ríos
Tengo mis dientes pa' cuando me sonrio
La nieve que maquilla mis montañas
Tengo el sol que me saca y la lluvia que me baña
Un desierto embriagado con peyote
Un trago de pulque para cantar con los coyotes
Todo lo que necesito, tengo a mis pulmunos respirando azul clarito
la altura que sofoca,
Soy las muelas de mi boca, mascando coca
El otoño con sus hojas desmayadas
Los versos escritos bajo la noches estrellada
Una viña repleta de uvas
Un cañaveral bajo el sol en Cuba
Soy el mar Caribe que vigila las casitas
Haciendo rituales de agua bendita
El viento que peina mi cabellos
Soy, todos los santos que cuelgan de mi cuello
El jugo de mi lucha no es artificial
Porque el abono de mi tierra es natural
Coro
Totó La Momposina:
Tú no puedes comprar el viento
Tú no puedes comprar el sol
Tú no puedes comprar la lluvia
Tú no puedes comprar el calor
Susana Bacca:
Tú no puedes comprar las nubes
Tú no puedes comprar los colores
Tú no puedes comprar mi alegría
Tú no puedes comprar mis dolores
María Rita:
você não pode comprar o vento
você não pode comprar o sol
você não pode comprar a chuva
você não pode comprar o calor
você não pode comprar as nuvens
você não pode comprar as cores
você não pode compar minha alegria
você não pode comprar as minha dores

No puedes comprar el sol...
No puedes comprar la lluvia
vamos caminando, vamos dibujando x2

Calle 13
Trabajo bruto, pero con orgullo
Aquí se comparte, lo mío es tuyo
Este pueblo no se ahoga con marullo
Y se derrumba yo lo reconstruyo
tampoco pestañeo cuando te miro
para que te recuerde de mi apellido
La operación Condor invadiendo mi nido
Perdono pero nunca olvido
Oye!
Vamos camimando
Aquí se respira lucha
Vamos caminando
Yo canto porque se escucha
Vamos caminando
Aquí estamos de pie
Que viva la américa!
No puedes comprar mi vida...

domingo, 2 de outubro de 2011

A elite miserável do Brasil


No dia em que Lula recebeu o título de doutor honoris causa na França, o diretor do Instituto de Estudos Políticos de Paris, Ruchard Descoings, chamou a imprensa para uma coletiva. É claro que jornalistas do Brasil não poderiam faltar, porque se tratava de um ilustre brasileiro a receber a honra, pois não? Pois sim, deem uma olhada no que escreveu Martín Granovsky, um argentino que honra a profissão...


Veja matéria aqui:
Altamiro Borges: A elite miserável do Brasil:

Por Urariano Mota, no sítio Direto da Redação :

sábado, 1 de outubro de 2011

O descrédito da mídia e da oposição


Na semana que termina, foram divulgadas duas pesquisas de opinião que permitem conclusões quvão além daquilo que pretenderam apurar. Uma delas foi feita pelo Instituto Análise, do sociólogo Alberto Carlos Almeida, autor do livro A Cabeça de Eleitor, e a outra é de autoria do sociólogo tucano Antonio Lavareda.

Ambas revelam um quadro desalentador para uma oposição que, a despeito de contar com um apoio propagandístico e estratégico da grande imprensa que dispensa maiores comentários, há quase uma década vem fracassando em voltar a ser uma real alternativa de poder, aos olhos da população.

O que mais chama atenção é a resiliência da popularidade do ex-presidente Lula. Nove meses após deixar o poder, período durante o qual tem sofrido uma campanha negativa na imprensa ainda maior do que a que permeou seus dois mandatos, e ainda não tendo mais os meios de se manifestar que a Presidência da República concede naturalmente aos seus ocupantes, sua popularidade está mais forte do que nunca...

Por Eduardo Guimarães, do Blog da Cidadania.

Veja matéria completa: Altamiro Borges: O descrédito da mídia e da oposição:

Lula em Paris: imprensa dá vexame


Por que Lula e não Fernando Henrique Cardoso, seu antecessor, para receber uma homenagem Por que Lula e não Fernando Henrique Cardoso, seu antecessor, para receber uma homenagem da instituição?

Começa assim, acreditem, com esta pergunta indecorosa, a entrevista de Deborah Berlinck, correspondente de "O Globo" em Paris, com Richard Descoings, diretor do Instituto de Estudos Políticos de Paris, o Sciences- Po, que entregou o título de Doutor Honoris Causa ao ex-presidente Lula ...

Clique aqui para ver matéria completa:
Altamiro Borges: Lula em Paris: imprensa dá vexame: Por Ricardo Kotscho, do blog Balaio do Kotscho.